Em primeira visita oficial ao exterior, José Serra é recebido com protestos em Buenos Aires

Concentrados em frente à embaixada brasileira na capital argentina, manifestantes atiraram bolinhas de papel contra os carros que levavam o chanceler e sua equipe

Redação


Clique para acessar todas as matérias e artigos de Opera Mundi e Samuel sobre impeachment

A Frente Argentina pela Democracia no Brasil e o Coletivo Passarinho realizaram um protesto na noite deste domingo (22/05) em Buenos Aires, na Argentina, contra o ministro das Relações Exteriores, José Serra, que está em visita ao país.

Concentrados em frente à embaixada brasileira na capital argentina, os manifestantes atiraram bolinhas de papel contra os carros que levavam Serra e sua equipe. O ato fez referência a um episódio da campanha presidencial de 2010, quando o então candidato pelo PSDB reclamou de agressão após ter sido atingido por uma bolinha de papel.

Os manifestantes, que prometem mais protestos nesta segunda-feira (23/05), também colaram cartazes pelas imediações da embaixada com a foto do ministro e a inscrição “Procurado - José Serra chanceler impostor do Brasil golpista”.

 

A viagem à Argentina é a primeira de Serra desde que assumiu o cargo no governo interino de Michel Temer na semana passada. No país, ele terá encontros com o presidente Mauricio Macri,  com a ministra das Relações Exteriores, Susana Malcorra, e com o ministro das Finanças, Alfonso Prat-Gay.

Em seu discurso de posse, Serra afirmou que uma das prioridades da diplomacia brasileira em curto prazo será a intensificação das relações com a Argentina, com a qual o Brasil passou a “compartilhar referências semelhantes para a reorganização da política e da economia”.

Comentários