José Saramago, escritor português, morre aos 87 anos

José Saramago, escritor português, morre aos 87 anos

Daniella Cambaúva e Renata Megale

O escritor português prêmio Nobel de Literatura José Saramago faleceu nesta sexta-feira (18/6). "O estado de saúde dele se agravou nos últimos dias" segundo Zeferino Coelho, editor português e amigo pessoal do escritor.

Entre seus livros mais conhecidos, publicados em mais de 30 países, estão "Ensaio sobre a cegueira", "O Evangelho segundo Jesus Cristo" e "A viagem do elefante". As obras foram editadas no Brasil pela Companhia das Letras. Luiz Schwarcz, editor brasileiro e amigo pessoal do escritor, publicou no blog da editora o texto "Saudade não tem remédio", recordando momentos com o escritor e lamentando o ocorrido.

Nascido em 1922 na província do Ribatejo, José Saramago foi obrigado a interromper os estudos secundários devido a dificuldades econômicas, tendo a partir de então exercido diversas atividades profissionais: serralheiro mecânico, desenhista, funcionário público, editor, jornalista, entre outras. Seu primeiro livro foi publicado em 1947. Somente a partir de 1976 passou a viver exclusivamente da literatura, primeiro como tradutor, depois como autor.


Efe


José Saramago e sua esposa, Pilar del Rio, em agosto de 2008


Saramago foi o primeiro escritor em língua portuguesa a receber o prêmio Nobel de Literatura em 1998. Em suas diversas viagens ao Brasil, fez grandes amizades com personalidades brasileiras como o Jorge Amado, Caetano Veloso. Chico Buarque lamentou em nota ao blog da Companhia das Letras: “Perco um grande amigo. Perdemos todos um ser humano admirável, um escritor imenso, zelador apaixonado da língua portuguesa.”              


Divulgação/Maria Sampaio

Caetano, Saramago e Jorge Amado na Bahia

Companheira

José Saramago afirmou em inúmeras entrevistas e inclusive perante uma platéia de aproximadamente mil pessoas em uma palestra no Sesc Pinheiros em São Paulo, no lançamento de seu livro A viagem do elefante, em 2008, que a sua vida poderia ser dividida em duas fases: antes e depois de Pilar del Rio, a jornalista espanhola, que Saramago conheceu quando completou 63 anos de idade.

"O que mais pode se esperar da vida com 63 anos?" indagou Saramago em entrevista concedida em 2008 ao jornalista Edney Silvestre, da Globonews.

Pilar mudou a sua vida, organizava e coordenava pessoalmente a agenda do escritor. Além de ter sido responsável pela idealização e criação da Fundação José Saramago, que tem por objetivo principal preservar e difundir a obra de Saramago além de contribuir, através de açōes culturais, com o estímulo ao pensamento critico, promovendo e apoiando o surgimento de novos autores de língua portuguesa.

Outro grande feito de Pilar e talvez o mais aguardado neste ano de 2010 é o documentário do cineasta português Miguel Mendes Gonçalves, que registrou grandes momentos da vida de Saramago entre 2005 e 2008. Com cenas inéditas, o filme "José e Pilar" está previsto para ser lançado em novembro em Portugal e Brasil. A O2, produtora do cineasta Fernando Meirelles, responsável por traduzir para as telas do cinema o livro Ensaio sobre a cegueira, em 2008, é cooprodutora do filme.

Nesta sexta-feira (18/06), o site de Saramago publica exclusivamente o seguinte comunicado em portuguÊs e espanhol: "Hoje, sexta-feira, 18 de Junho, José Saramago faleceu às 12.30 horas na sua residência de Lanzarote, aos 87 anos de idade, em consequência de uma múltipla falha orgânica, após uma prolongada doença. O escritor morreu estando acompanhado pela sua família, despedindo-se de uma forma serena e tranquila."

Livros de José Saramago:

O ano na morte de Ricardo Reis (1988) 
A jangada de pedra (1988) 
História do cerco de Lisboa (1989)
O evangelho segundo Jesus Cristo (1991) 
Manual de pintura e caligrafia (1992)
In nomine dei (1993)
Objecto Quase (1994)
Ensaio sobre a cegueira (1995)
A bagagem do viajante (1996)  
Cadernos de Lanzarote (1997)
Todos os nomes (1997)
Viagem a Portugal (1997) 
O conto da ilha desconhecida (1998)
Que farei com este livro? (1998) 
Cadernos de Lanzarote II (1999)
A caverna (2000)
A maior flor do mundo (2001)
O homem duplicado (2002)
Ensaiso sobre a lucidez (2004)
Don Giovanni ou o dissoluto absolvido (2005)
As intermitências da morte (2005)
As pequenas memórias (2006)
O ano de 1933 (2007) 
A viagem do elefante (2008)  
O caderno (2009) 
Caim (2009) 


Siga o Opera Mundi no Twitter.

Comentários