Vice-presidente uruguaio renuncia e Topolansky, esposa de Mujica, assumirá o cargo

Lucía Topolansky, ex-guerrilheira, foi a segunda senadora mais votada nas últimas eleições do Uruguai

Redação

0

Todos os posts do autor

Vice-presidente uruguaio, Raúl Sendic, renunciou ao cargo neste sábado (09/09). Lucía Topolansky, senadora pelo partido de esquerda Frente Ampla, assumirá a vice-presidência após Sendic ter sido acusado de ter usado cartões corporativos oficiais e um título acadêmico falso. 

A Frente Ampla é a coalizão de partidos do presidente Tabaré Vázquez e do ex-presidente e senador do Movimento de Participação Popular José Mujica. O ex-vice-presidente deixou o cargo após ter sido acusado de ter usado cartões corporativos quando era diretor da companhia de petróleo ANCAP, entre 2010 e 2013, para fazer compras pessoais. O Tribunal de Conduta Política da agremiação emitiu uma nota em que disse que Sendic atuou de um modo "inaceitável no uso de dinheiro público".

Sendic anunciou a decisão na sua conta no Twitter, onde escreveu: "Apresentei ao plenário da Frente Ampla minha renúncia indeclinável à vice-presidência. Comuniquei também ao presidente Tabaré Vázquez".

Reprodução

Ex-guerrilheira Lucia Topolansky, esposa do ex-presidente Mujica, assumirá a vice-presidência do Uruguai

É a primeira vez que um vice-presidente renuncia no Uruguai. Segundo a Constituição do país, Sendic deveria ser substituído pelo senador mais votado no último pleito, Pepe Mujica. Porém, ele está inabilitado para ocupar o cargo porque no Uruguai não há reeleição. Assim, Topolansky assumiu a primeira posição da lista eleitoral. Ainda não há data para a senadora ocupar o cargo da vice-presdiência.

"Topolansky é uma militante antiga do partido (o MPP, parte da Frente Ampla), vai assumir o que sua organização e a circunstância pedirem" disse Mujica ao telejornal uruguaioTelenoche. Ela e Mujica se conheceram durante a guerrilha, participaram do grupo  MLN-Tupamaros, que atuou no Uruguai nos anos 1960 e 1970. Nas décadas seguintes, Topolansky virou política e teve passagens pela Câmara dos Deputados e pelo Senado.

 

 

Comentários