Cuba vai enviar médicos e eletricistas a Porto Rico para ajudar a reparar danos causados pelo furacão Maria

Governo cubano expressou sua solidariedade e anunciou envio de duas comitivas para Porto Rico; Cuba também passou por catástrofe parecida no início do mês

Redação

0

Todos os posts do autor

O governo cubano anunciou na segunda-feira (25/09) o envio de trabalhadores que irão auxiliar no reparo de postes atingidos e 39 médicos para criação de um hospital de campanha que irá atender a população. A ajuda tem o objetivo de reparar danos causados pelo furacão Maria, que passou pela ilha na semana passada (20/09) e deixou ao menos 16 pessoas mortas.


O auxílio foi oferecido em um ato de solidariedade celebrado na sede do Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP). O Presidente do órgão, Fernando Golzález, disse que “está à disposição para cooperar com o que for possível para restaurar os danos causados”.

O furacão Maria é o segundo a atingir Porto Rico em setembro. No começo do mês (06/09), o Irma deixou três mortos na ilha, destruindo postes e comprometendo 70% do serviço de eletricidade.  

Agência Efe

Passagem do furacão Maria destruiu postes, causando colapso no sistema elétrico de Porto Rico

Edwin González, representante da Missão Diplomática de Porto Rico em Cuba agradeceu em nome do povo porto-riquenho. “Agradecemos eternamente este gesto de nossos amigos cubanos, que em meio às circunstâncias adversas (...) tenham dado, uma vez mais, prova de solidariedade com a luta do povo porto-riquenho”, afirmou. A declaração de Gonzáles faz referência ao fato de que Cuba também passou por uma catástrofe recente, quando o furacão Irma deixou 10 mortos e inúmeros danos ao país no começo deste mês (08/09).

Porto Rico pede “ação rápida” aos Estados Unidos

O governador de Porto Rico, Ricardo Rossello, solicitou uma “ação rápida” de Washington na assistência para reparação da ilha. Em resposta ao pedido, o presidente norte-americano, Donald Trump, autorizou no início desta quinta (28/09) o envio de mantimentos para Porto Rico. A ilha é um território dos EUA.

Trump foi bastante criticado por ter mencionado a atual dívida da ilha, estimada em 70 bilhões de dólares. “Muitas partes da ilha foram destruídas enquanto devem milhões de dólares a Wall Street e aos bancos, algo ao qual, desgraçadamente, é preciso fazer frente”, afirmou o presidente ao comentar o caso, via Twitter.

Comentários