Oregon é o primeiro estado dos EUA a aprovar lei de controle de armas após tiroteio na Flórida

Medida proíbe que agressores domésticos e pessoas que estão sob ordens de restrição possam ter armas de fogo; projeto foi aprovado pelo parlamento estadual

ANSA

0

Todos os posts do autor

O governo de Oregon, nos Estados Unidos, proibiu na noite desta segunda-feira (05/02) a compra e a posse de armas de fogo e munições para qualquer pessoa com antecedentes criminais. 

Com isso, o estado se torna o primeiro do país a adotar uma lei de controle de armas após o tiroteio da Flórida. 

O projeto foi aprovado pelo parlamento estadual e tornou-se lei após a assinatura da governadora democrata Kate Brown. No mesmo momento, uma multidão se reunia em frente ao Capitólio de Salem para apoiar a decisão.

A medida proíbe que agressores domésticos e pessoas que estão sob ordens de restrição possam ter armas de fogo.

Flickr/Elvert Barnes

A medida proíbe que agressores domésticos e pessoas que estão sob ordens de restrição possam ter armas de fogo

O processo já estava em tramite antes mesmo do massacre em uma escola na Flórida, que deixou 17 mortes. No entanto, o tiroteio foi um dos motivos que levou milhares de pessoas a protestarem a favor de um controle de armas mais eficaz no país, embora o tema enfrente resistência no Congresso.

No início do mês, inclusive, o presidente norte-americano, Donald Trump, disse que fará um decreto contra os "bump stocks" - acessório que transforma armas semiautomáticas em automáticas

Comentários