Casos de overdose de opioides aumentam 30% nos EUA

Em apenas um ano, explosão no número de casos é registrada em todas as regiões do país; Estados Unidos enfrentam epidemia de grupo de drogas que inclui heroína

Deutsche Welle

0

Deutsche Welle Deutsche WelleTodos os posts do autor

Os casos de overdose de opioides nos Estados Unidos aumentaram 30% entre 2016 e 2017, apontou nesta terça-feira (06/03) um relatório dos Centros para Controle e Prevenção de Doença dos EUA (CDC).

O aumento no número de casos foi observado em todas as regiões do país. O relatório revelou também que entre julho de 2016 e setembro de 2017, mais de 142 mil pacientes deram entradas em hospitais com suspeita de overdose de opioides.

"Os dados revelam um aumento alarmante de overdoses de opioides. Essa epidemia está crescendo rápido e atinge homens e mulheres de todas as idades”, afirmou a diretora interina do CDC, Anne Schuchat.

O maior aumento foi registrado na região centro-oeste do país, 69,7%, seguida pela oeste, 40,3%.

O relatório não divulgou dados sobre óbitos por overdose deste grupo de drogas com efeitos semelhantes à morfina, que inclui a heroína e o mais forte fentanyl. Porém, um aumento destas mortes já havia sido registrado nos últimos anos.

Em 2016, mais de 63 mil pessoas morreram por overdose de drogas no país, um aumento de 21,4% em relação a 2015. Quase dois terços dos óbitos ocorreram devido ao uso de opioides. Os óbitos devido a esse tipo de substância cresceram 27,7% em relação ao ano anterior.

picture-alliance/dpa/M. Simaitis

EUA enfrentam crise de opioides

CN/afp/ots

Comentários