Novo premiê da Espanha se encontrou com Dilma em abril e se mostrou 'preocupado' com Brasil

Na ocasião, Pedro Sánchez escreveu em seu Twitter que estava 'preocupado com a situação no Brasil' e pediu recuperação da 'estabilidade institucional' no país

Redação

0

Todos os posts do autor

O novo primeiro-ministro da Espanha Pedro Sánchez, do Partido Socialista Operário Espanhol, já se encontrou com a ex-presidente do Brasil Dilma Rousseff em abril deste ano e disse estar "preocupado com a situação do Brasil".

Durante viagem à Espanha, em abril deste ano, a ex-presidente Dilma Rousseff se encontrou com Sánchez. Em sua conta no Twitter, o socialista espanhol descreveu o encontro como "um prazer", se mostrou "preocupado" com a situação do Brasil e defendeu a recuperação da "estabilidade institucional" no país.

"Foi um verdadeiro prazer conversar com a ex-presidenta Dilma Rousseff. Preocupado com a situação do Brasil. Acreditamos que logo se recuperem a estabilidade institucional e social no país", declarou.

Em 2015, Sánchez esteve o Brasil e se encontou com Lula. Na ocasião, o premiê espanhol afirmou que o ex-presidente era "uma referência em política global, da boa política" e que Lula havia construído "uma classe média forte no Brasil por um progresso inclusivo e uma economia justa. É isso que também quero para a Espanha".

Reprodução

Pedro Sánchez escreveu em seu Twitter que estava 'preocupado com a situação no Brasil'

Sánchez

O Parlamento da Espanha aprovou nesta sexta-feira (01/06) uma moção de censura contra o antigo chefe de governo Mariano Rajoy, o que levou a sua destituição. Pedro Sánchez, secretário-geral do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) foi nomeado para o cargo. Com o apoio do partido de esquerda Unidos Podemos e outras legendas como Esquerda Republicana da Catalunha e Partido Nacionalista Basco, o PSOE conseguiu os votos suficientes para aprovar a moção.

Essa é a primeira vez na história da democracia da Espanha que uma moção de censura é aprovada e um governo é destituído por ela.

Comentários