Ministro diz que Irã fará com que EUA abandonem 'hábito pernicioso' de aplicar sanções

Mohammad Javad Zarif afirmou que Estados Unidos se ‘afeiçoaram’ a tática de aplicar punições; relação entre países se deterioraram após Trump abandonar acordo nuclear iraniano

Redação

0

Todos os posts do autor

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, afirmou neste domingo (29/09) que Teerã fará com que os Estados Unidos abandonem o “hábito pernicioso” de impor sanções ao país.

“Teremos bastante força para mostrar aos EUA que eles devem deixar seu hábito pernicioso. Consideramos que o mundo chegou à conclusão que os EUA necessitam vencer sua dependência das sanções”, afirmou o ministro, segundo a agência ISNA.

Javad Zarif também pediu que a Europa se posicione mais claramente a respeito do presidente norte-americano, Donald Trump. O ministro pediu para que o bloco decida se apoia ou não os objetivos de Trump, “que contradiz um pouco os interesses europeus”.

Reprodução
Mohammad Javad Zarif afirmou que Estados Unidos se ‘afeiçoaram’ à tática de aplicar punições (Wikimedia Commons)

“Claro que não acredito que possamos criar um conflito entre os EUA e a Europa. No entanto, há uma lacuna entre eles que devemos usar, não temos necessidade de romper os laços entre eles”, disse.

A relação entre o Irã e os EUA se deterioraram após Trump assumir a presidência. Isto se acentuou após o mandatário norte-americano anunciar, em maio deste ano, a saída dos Estados Unidos do acordo nuclear iraniano, contrariando pedidos dos demais signatários.

O pacto, assinado pelo chamado Grupo 5+1 (EUA, Rússia, Reino Unido, França, China e Alemanha) foi criado no intuito de limitar o programa nuclear iraniano. Em troca, os países aliviaram as sanções impostas a Teerã.

Com a saída dos Estados Unidos, as sanções contra o Irã voltaram a ser aplicadas. Os demais signatários se mantiveram no acordo e afirma que Teerã cumpre com a sua parte no acordo.

Comentários