Gaza é prisão a céu aberto, diz primeiro-ministro britânico

Gaza é prisão a céu aberto, diz primeiro-ministro britânico

Agência Efe

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, pediu hoje (27/7) o fim do bloqueio israelense à Faixa de Gaza e chamou o território palestino de "prisão ao ar livre". Cameron está na Turquia, onde se reuniu com o premiê Recep Tayyip Erdogan.

"Sejamos claros: a situação em Gaza deve mudar. Não podemos nem devemos permitir que Gaza continue sendo uma prisão ao ar livre", disse Cameron em Ancara, em um encontro com empresários.

Mais tarde, ao lado de Erdogan, o primeiro-ministro britânico voltou a falar de Gaza. "Apesar dos progressos, ainda estamos em uma situação que é muito difícil entrar e sair de lá. Faz muito tempo que defendemos o fim do bloqueio", disse.

Leia também:
Israel face à sua história, por Eric Rouleau
Opinião: O Estado de Israel é a origem do ódio
Entrevista: pessimismo impera entre crianças de Gaza 
Lula autoriza ajuda de R$ 25 milhões para reconstrução de Gaza
"Israel está fazendo muito dinheiro com a ocupação da Palestina", diz economista israelense

Cameron ainda acrescentou que a segurança de Israel também está em jogo e lembrou dos disparos de foguetes contra o território israelense disparados de Gaza.

"Concordamos (ele e Erdogan) que as negociações diretas entre israelenses e palestinos são a resposta correta", completou Cameron, que ainda pediu que a Turquia se reconcilie com Israel. As relações estão rompidas desde o ataque a flotilha turca que carregava ajuda a Gaza, em maio.


Siga o Opera Mundi no Twitter

Comentários

Leia Também