EUA e China se reúnem em Pequim para discutir guerra comercial

Delegação chinesa, coordenada pelo vice-primeiro-ministro da China, Liu He, anunciou que as negociações durariam dois dias e seriam focadas na implementação de acordos discutidos durante a cúpula do G20

Redação

São Paulo

Todos os posts do autor

Autoridades da China e dos Estados Unidos se reuniram nesta segunda-feira (07/01) em Pequim, capital chinesa, para negociar o fim da guerra comercial entre os dois países.

Segundo a imprensa chinesa, a delegação norte-americana liderada pelo vice-representante de Comércio, Jeffrey Gerrish, chegou na sede do Ministério do Comércio do país. Além de Gerrish, integram a equipe dos EUA funcionários dos departamentos de Estado, da Agricultura, Energia e do Tesouro.

Por sua vez, a delegação chinesa, coordenada pelo vice-primeiro-ministro da China, Liu He, anunciou que as negociações durariam dois dias e seriam focadas na implementação de acordos discutidos durante a cúpula do G20, que ocorreu em dezembro de 2018 na Argentina.

À época, os presidentes Donald Trump e Xi Jinping concordaram em um prazo de três meses para colocar fim ao enfrentamento comercial entre os dois países.

O mandatário chinês se comprometeu em corrigir o desequilíbrio comercial importando mais produtos agrícolas e industriais dos EUA. Por sua vez, Trump suspendeu os planos de aumentar tarifas sobre produtos chineses.

Os dois países se encontram em um conflito comercial desde de junho de 2018, quando o presidente norte-americano anunciou aumentos nas tarifas sobre produtos chineses importados.

*Com teleSur

Flickr
Os dois países se encontram em um conflito comercial desde de junho de 2018

Recomendadas para você

Comentários

Leia Também