Kim chega à China para reunião com Xi Jinping

Encontro deve servir para acertar posições antes de possível nova reunião entre Kim e Trump; quarta viagem em menos de um ano à China foi previamente anunciada, ao contrário das anteriores

Redação

Bonn (Alemanha)

Deutsche Welle Deutsche Welle

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, chegou a Pequim nesta terça-feira (08/01) para uma visita de quatro dias, a convite do presidente da China, Xi Jinping.

O trem usado pelo líder norte-coreano parou na estação norte de Pequim em meio a um forte esquema de segurança. Em seguida, a delegação seguiu até um hotel de Pequim, acompanhada por seguranças em motocicletas.

A agenda do encontro não foi divulgada, mas é provável que os dois líderes acertem posições antes de um possível segundo encontro entre Kim e o presidente dos EUA, Donald Trump, ainda no início de 2019.

A China é a principal aliada da Coreia do Norte, e este será o quarto encontro de Kim com Xi em Pequim em menos de um ano.

Em 2018, o líder norte-coreano visitou a China em três ocasiões. Nenhuma das viagens foi anunciada previamente, ao contrário da atual, o que pode ser um sinal de distensão nas relações na região.

A primeira visita de Kim ocorreu em março e marcou o primeiro encontro entre os líderes desde que Kim assumira o poder, há seis anos. A viagem aconteceu antes das reuniões históricas de Kim com os presidentes sul-coreano, Moon Jae-in, e americano, Donald Trump.

A viagem de Kim, anunciada previamente por ambos os lados, ocorre em meio a relatos de que norte-coreanos e americanos teriam se reunido no Vietnã para acertar a realização de uma segunda reunião entre os líderes dos dois países.

Kim e Trump se reuniram pela primeira vez e única vez em junho de 2018 em Cingapura, onde assumiram compromissos para a desnuclearização da Península Coreana. As conversas entre a Coreia do Norte e os EUA, porém, não avançaram desde então.

Na semana passada, Trump afirmou que recebeu uma "grande carta" de Kim, mas se recusou a revelar seu conteúdo. O presidente disse apenas que a Coreia do Norte buscava um novo encontro.

Espera-se ainda que Kim volte a se reunir em breve com o presidente sul-coreano. A visita à China está sendo vista com um movimento possível antes dos novos encontros com Moon e Trump.

A Coreia do Sul considerou que a visita de Kim a Pequim contribuirá para o diálogo sobre desarmamento da Península Coreana e expressou seu desejo de que a visita ajude na realização de uma nova cúpula com os EUA.

Fontes diplomáticas disseram ainda que Xi deve ir, em algum momento, à Coreia do Norte, na que seria a primeira visita de um líder chinês ao país desde 2005.

Rprodução
Este será o quarto encontro de Kim com Xi em Pequim em menos de um ano

Comentários