São Paulo recebe ato internacional pela paz na Venezuela

Evento é organizado por movimentos populares e sindicatos; segundo organizadores, 'manutenção do processo bolivariano é fundamental para a defesa da democracia'

Redação

São Paulo (Brasil)

Movimentos populares e centrais sindicais organizam em São Paulo na noite desta quarta-feira (13/03) um ato internacional em solidariedade à Venezuela e em rechaço às medidas de ingerência estrangeira contra o país latino-americano.

De acordo com os organizadores, o "Ato Internacional pela Paz na Venezuela" pretende se solidarizar com o povo venezuelano e se manifestar em defesa da soberania do país vizinho.

"A manutenção do processo bolivariano é fundamental para a defesa da democracia na América Latina. Uma eventual derrubada de Maduro na Venezuela aprofundaria o avanço da extrema-direita no continente", afirmou Índio, o porta-voz da Intersindical, uma das organizadoras do evento.

Segundo Ricardo Saraiva, secretário de Relações Internacionais da Intersindical, o objetivo da manifestação é "denunciar a agressão norte-americana sobre o povo da Venezuela e a postura subordinada do governo brasileiro em relação a este crime contra a soberania nacional do país vizinho".

Além da Intersindical, o ato é organizado pela Frente Povo Sem Medo e a Frente Brasil Popular. O evento já tem presença confirmada de lideranças sociais de Argentina, Cuba, Chile, Equador, Uruguai, Panamá, Peru, Brasil e Venezuela.

O "Ato Internacional pela Paz na Venezuela" acontece nesta quarta-feira (13/03), às 19h, na sede do Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo (Apeoesp), na Praça da República, 282. 

Reprodução/Prensa Presidencial
Evento é organizado por movimentos populares e sindicatos

Comentários