Energia elétrica foi restabelecida em toda a Venezuela, diz governo

Maior parte das atividades laborais já foi retomada; ministro diz que ataque cibernético que teria derrubado energia no país foi ato 'genocida' contra povo venezuelano

Redação

AVN AVN

Depois do ataque elétrico registrado no país, que deixou todos os venezuelanos sem luz, o serviço de energia foi retomado em 100% em todo o país, informou nesta quarta-feira (13/03) o vice-presidente de Comunicação, Cultura e Turismo, Jorge Rodríguez, em coletiva de imprensa no Palácio de Miraflores.

"Restam alguns problemas em algumas zonas, relacionados com transformadores que foram sabotados", explicou Rodríguez, acrescentando que existem problemas a serem resolvidos ainda no município de Baruta e Hatillo do estado de Miranda, devido a um incêncio provocado em uma subestação, ocorrido no último domingo (10/03).

Em Baruta e Hatillo, o serviço foi recuperado em 70% e, nas próximas horas, será retomado o fornecimento.

O ministro condenou o chamado do deputado em desacato e autoproclamado inconstitucionalmente presidente da Venezuela, Juan Guadió, para que os venezuelanos prejudicassem o restabelecimento da eletricidade.

Rodríguez afirmou que o ataque cibernético, pelo qual acusa os Estados Unidos, foi um ataque genocida contra o povo venezuelano.

"Tentaram destruir a pátria venezuelana, através do mais atroz dos crimes. Queriam um verdadeiro genocídio com a suspensão do serviço de energia elétrica", disse Rodríguez.

A sabotagem do Sistema Elétrico Nacional foi provocada por um ataque ao Sistema Automatizado de Controle (ARDA) de Guri, localizado no estado de Bolívar.

AVN
Energia foi restabelecida em todo o país, disse ministro

Comentários