Empresas de telefonia móvel britânicas e japonesas cancelam venda de aparelhos Huawei

Vem após o presidente dos EUA, Donald Trump, colocar a Huawei em uma "lista negra", vetando seu uso por motivos de segurança nacional; proibição amplia guerra comercial

Companhias de telefones móveis do Reino Unido e do Japão anunciaram nesta quarta-feira (22/05) que cancelaram as vendas dos novos dispositivos da fabricante chinesa Huawei após a gigante norte-americana Google suspender negócios com a empresa do país asiático.

As empresas britânicas EE e Vodafone, e japonesa KDDI e Y!Moblie declararam que não irão lançar os próximos modelos de smartphones da Huawei, incluindo os aparelhos capazes de utilizar as redes 5G.

A decisão da Google e, agora, das companhias do Reino Unido e do Japão vem após o presidente dos EUA, Donald Trump, colocar a Huawei em uma "lista negra", vetando seu uso por motivos de segurança nacional e dificultando que a companhia chinesa adquira componentes nos EUA para fabricar os aparelhos. A proibição de Washington amplia a guerra comercial entre os EUA e a China.

Em comunicado, a Vodafone afirmou que está "pausando as pré-vendas" do Mate 20X, o primeiro aparelho da Huawei para redes 5G, como "uma medida temporal enquanto continua a incerteza a respeito desses novos dispositivos".

Por sua vez, o diretor executivo da EE, Marc Allera, disse que as vendas não serão retomadas até que se obtenha "a informação, a confiança e a segurança a longo prazo" aos clientes.

A empresa japonesa Mobile também se manifestou afirmando que as vendas do aparelho P30 lite, programadas para iniciarem 24 de maio, foram canceladas.

*Com teleSur

Wikicommons
As britânicas EE e Vodafone cancelaram lançamentos da Huawei

Comentários