Em seis meses, governo do México inaugura 83 campi de universidade pública

De acordo com presidente López Obrador, construção das instituições são em 'distintas partes do país', principalmente em áreas pobres

O governo do México anunciou nesta terça-feira (28/05) que já foram inaugurados 83 novos campi da Universidade Benito Juaréz García desde que o presidente Andrés Manuel López Obrador inciou seu mandato há seis meses atrás.

Em entrevista coletiva concedida ao lado de López Obrador, a coordenadora do Sistema de Universidades Públicas Benito Juárez, Raquel Sosa, afirmou que mais de 7 mil jovens já se matricularam na universidade e que o objetivo do governo é alcançar 300 mil alunos.

De acordo com o projeto da Universidade Benito Juárez, serão construídos 100 campi da instituição que é totalmente pública e gratuita. As 83 sedes que já estão em funcionamento operam em locais cedidos pela própria comunidade até que os prédios definitivos comecem a ser construídos, informou Sosa.

O governo mexicano ainda anunciou um aumento na oferta de bolsas de estudo, que prevê um auxílio financeiro de 2.400 pesos (aproximadamente R$540,00) aos estudantes de baixa renda.

A universidade pública Benito Juárez García foi uma promessa de Obrador durante as eleições mexicanas de 2018. De acordo com o presidente, a localização dos campi foi escolhida levando em conta o nível de instrução médio da população local e o nível econômico da região, priorizando "os mais humildes" e levando instituições de ensino à "distintas partes do país".

"[As universidades] serão construídas nas zonas mais pobres e marginais do país, onde não há escolas de nível superior", afirmou AMLO.

A Benito Juaréz García é um projeto que visa contemplar uma universidade ou mais por estado, que tenha de 15 mil a 45 mil habitantes e que estejam longe dos centros urbanos.

Até o momento do projeto, os cursos ofertados se encaixam nas áreas de desenvolvimento sustentável, energia, estudos sociais, agroalimentação e saúde.

O programa de Bem-Estar do país também garante ajuda aos alunos da educação básica e mães trabalhadoras que tenham filhos de um a quatro anos.

Reprodução
Lopez Obrador anunciou em coletiva de imprensa continuidade das universidades e progresso nas bolsas para estudantes.

Comentários