Premiê de Portugal anuncia meta de colocar 60% dos jovens do país no ensino superior até 2030

Antonio Costa afirmou que 45% dos jovens até 20 anos já estão matriculados, mas que número deve aumentar; 'educação é o nosso melhor investimento', disse

O primeiro-ministro de Portugal, Antonio Costa, afirmou nesta quarta-feira (05/06) que seu governo tem o objetivo de colocar 60% dos jovens de até 20 anos no ensino superior até o ano de 2030.

Segundo o premiê do Partido Socialista, 45% dos jovens nessa faixa de idade já estão matriculados em universidades do país, mas Costa insistiu na necessidade de aumentar esse indicador.

Durante evento de inauguração de uma escola secundária na cidade de Amarante, o primeiro-ministro também destacou a necessidade de evitar a evasão de alunos do ensino fundamental e médio.

"Para o ano, já nesta escola, em todo o ensino secundário, vamos avançar para a redução do número de alunos por turma, porque sabemos que quanto maior cuidado cada professor puder ter com os alunos que tem a seu cargo, melhor contribuímos para o sucesso educativo", anunciou.

Segundo Costa, "os dados que temos do primeiro trimestre deste ano [sobre evasão escolar] são de 10,4% e a meta que temos para 2020 é chegar aos 10%. Mas 10% é ainda imenso. E chegados aos 10% em 2020, a meta que nós temos de nos propor é mesmo a taxa zero no abandono escolar precoce, porque essa tem de ser a ambição colectiva do país”.

"Finalmente, o país, com esta nova geração, está vencendo, e temos que recuperar o tempo que perdemos ao longo de um século, de décadas de desatenção com a educação", disse. Pelo Twitter, o premiê afirmou que "a educação é o nosso melhor investimento".

Reprodução/Antonio Costa
Antonio Costa, do Bloco de Esquerda, afirmou que 45% dos jovens até 20 anos já estão matriculados, mas que número deve aumentar

Comentários