Rede de fast-food em que Eduardo Bolsonaro diz ter trabalhado não vende hambúrguer nos EUA

Ao defender indicação para cargo de embaixador em Washington, deputado disse que "fritou hambúrguer" no país, por´ém, nos Estados Unidos, restaurante Popeyes tem somente frango frito no cardápio

Ao defender a indicação ao cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou já ter fritado hambúrguer nos Estados Unidos. No entanto, a Popeyes, fast-food em que diz haver trabalhado, não serve hambúrguer: o cardápio norte-americano do grupo mostra que o restaurante vende somente variações de frango frito.

Na última sexta-feira (12/07), ao sair de uma reunião com o chanceler Ernesto Araújo, Eduardo disse aos jornalistas que se considerava "apto" para assumir a embaixada em Washington por ter qualificação de ter feito intercâmbio, onde “fritou hambúrguer”, além de ser presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara.

Já em vídeo de 2017, divulgado nesta terça-feira (16/07), o deputado conta que em 2005, nas férias que passou no país, trabalhou como "caixa e atendente" do estabelecimento, e, no fim do expediente, ajudava na limpeza do restaurante. Em nenhum momento da gravação, o filho do presidente conta ter exercido atividade na cozinha do Popeyes.

Reprodução
Em 2005, Eduardo Bolsonaro afirmou ter trabalhado em uma rede de restaurantes que, nos Estados Unidos, vende somente frago frito

Na legenda da publicação, Eduardo diz que a imprensa brasileira "desdenha" sua fala e que com o trabalho "humilde" que tinha era "respeitado" nos EUA. "Estrangeiro, 20 anos e num trabalho humilde era respeitado nos EUA. Pagava minhas contas lá e aprimorei meu inglês sem dar gastos aos meus pais", disse o deputado.

A rede Popeyes foi fundada em 1972 com o nome "Chicken on the Run", com lema "Servindo tradicional frango frito do Sul". O cardápio do site norte-americano mostra somente pratos que têm frango como o prato principal.

Comentários