Ex-presidente de Peru Alejandro Toledo é preso nos EUA

Segundo Ministério Público peruano, ex-mandatário será extraditado; Toledo é acusado de receber propinas em troca de contratos com a construtora brasileira Odebrecht

O ex-presidente do Peru Alejandro Toledo foi preso nesta terça-feira (16/07) nos Estados Unidos, onde estava foragido do Judiciário de seu país por acusações de corrupção envolvendo a construtora brasileira Odebrecht.

Segundo o Ministério Público peruano, a embaixada do país em Washington já fez o pedido de extradição do ex-mandatário e Toledo será enviado ao Peru. Ele era procurado há 18 meses sob as acusações de receber US$ 20 milhões em propinas para garantir contratos de obras públicas para a empreiteira brasileira.

O ex-presidente de 73 anos, que governou o país entre 2001 e 2006 pelo partido de centro-direita Perú Posible, afirma ser um perseguido político e diz ser inocente. Ele vivia na Califórnia nos últimos anos e foi um estudante visitante da Universidade de Stanford em 2017.

Wikicommons
Segundo Ministério Público peruano, ex-mandatário será extraditado

O Peru enfrenta uma onda de escândalos ligados a Odebrecht, com três ex-presidentes diretamente implicados. Pedro Pablo Kuczynski está em prisão domiciliar, Alan García cometeu suicídio em abril, quando seria preso, e Ollanta Humala aguarda julgamento em liberdade. 

A líder do partido fujimorista, a direitista Keiko Fujimori, está presa preventivamente por lavagem de dinheiro.

*Com Sputnik

Comentários