Reino Unido propõe missão europeia para 'garantir' tráfego de navios pelo Estreito de Ormuz

Proposta vem após forças iranianas apreenderem petroleiro britânico na última sexta-feira; chanceler do Irã pediu para Londres 'deixar de ser cúmplice dos EUA'

O ministro das Relações Exteriores britânico, Jeremy Hunt, anunciou nesta segunda-feira (22/07) que o Reino Unido quer criar uma missão para proteger os navios que navegam pelo Estreito de Ormuz e Oriente Médio sob a liderança da União Europeia (UE).

A proposta, que precisa ser aprovada por Bruxelas, vem após o navio petroleiro britânico Stena Impero ser apreendido pela Guarda Revolucionária Iraniana na última sexta-feira (19/07).

A força-tarefa prevê que as associações marítimas orientem os proprietários de navios a informarem a Marinha do Reino Unido sobre seus planos de trânsito entre 24 e 48 horas antes de passarem pela região. 

"Vamos tentar estabelecer uma missão marítima dirigida pelos europeus para garantir a passagem segura de navios de carga e tripulações em uma região vital [como o Golfo Pérsico], disse o ministro. 

De acordo com o governo britânico, os dados fornecidos pelos comandantes também serão repassados para a Marinha dos Estados Unidos na tentativa de criar uma iniciativa de segurança em rotas marítimas. 

Em anúncio no Parlamento, Hunt também reiterou que não queria um confronto com Teerã, além de definir o bloqueio do navio como um "ato de pirataria estatal".

Divulgação
Proposta vem após forças iranianas apreenderem petroleiro britânico na última sexta-feira

'Cúmplice dos EUA'

No último sábado, após o bloqueio do navio britânico, o ministro de Relações Exteriores do Irã, Mohammad Zarif, afirmou que "o Reino Unido deve deixar de ser cúmplice do terrorismo econômico dos Estados Unidos", se referindo às sanções impostas por Washington após os EUA terem saído, unilateralmente, do acordo nuclear com o país persa.

“Diferentemente da pirataria no estreito de Gibraltar, nossa ação no golfo Pérsico para manter as normas marítimas. Como mencionei em Nova York, é o Irã quem garante a segurança do golfo Pérsico e do estreito de Ormuz”, disse.

O petroleiro britânico Stena Impero, da companhia Stena Bulk, perdeu contato com seu operador às 15h de Londres (12h no Brasil) da sexta (19/07), depois de receber um aviso de que várias embarcações supostamente sem identificação e um helicóptero se aproximavam do barco.

*Com Ansa

Comentários