Coletivos de brasileiros no exterior realizam encontro internacional em Berlim contra retrocessos no Brasil

Frente Internacional de Brasileiros contra o Golpe pretende organizar a militância no exterior e defender a liberdade do ex-presidente Lula

A Frente Internacional de Brasileiros contra o Golpe (Fibra) realizará em Berlim, capital da Alemanha, o II Encontro Internacional da organização para discutir os retrocessos na democracia brasileira desde o golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff, em 2016, e defender a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O evento, que acontece nos dias 16, 17 e 18 de agosto, contará com a participação de políticos e ativistas brasileiros que integrarão mesas de debates, exibições de filmes, oficinas culturais e exposições artísticas. A Fibra espera reunir mais de 200 brasileiros que representam 65 coletivos de defesa da democracia no Brasil em diversos países do mundo.

Ao lado de Maria Dantas, brasileira eleita deputada na Espanha, e Renata Souza, deputada estadual no Rio de Janeiro pelo Psol, o jornalista e fundador de Opera Mundi, Breno Altman, integra um painel de debates a ser realizado no primeiro dia do encontro com o tema “Diálogos de um Brasil que Resiste”.

Para Fernanda Otero, uma das organizadoras do evento e integrante da Fibra, a necessidade de organizar a militância no exterior em defesa da democracia brasileira é o principal ponto que motiva a realização do encontro. “Pretendemos organizar a militância para construir formas de fazer nossa mensagem chegar ao maior número de pessoas, tanto no Brasil como em outros países”.

Ainda no dia 16, além de apresentações e oficinas culturais, será aberta a exposição “As Ruas do Mundo são Nossas” com fotos de coletivos parceiros da Fibra e do fotógrafo Ricardo Stuckert, seguida de confraternização que contará com a participação da filósofa Marcia Tiburi.

Segundo Otero, a Fibra busca se formalizar como movimento internacional em defesa da democracia no Brasil. “Temos espaços de diálogo na ONU, na Anistia Internacional, com autoridades brasileiras e grupos da sociedade civil para denunciar o que está acontecendo no nosso país. Buscamos uma formalização e isso será amplamente discutido no encontro”, disse.

Divulgação/Fibra
Frente Internacional de Brasileiros contra o Golpe pretende organizar a militância no exterior e defender a liberdade do ex-presidente Lula

No segundo dia do evento será exibido o filme “Entre homens de bem”, dos diretores Caio Cavenchi e Carlos Juliano Barros, que conta três anos da rotina do ex-deputado federal pelo Psol Jean Wyllys. A sessão contará com a participação do ex-deputado.

O encerramento do II Encontro Internacional da Fibra se dará com um ato em defesa da liberdade do ex-presidente Lula, após a elaboração e assinatura de um documento intitulado “Documento de Berlim” que pretende consolidar os posicionamentos dos coletivos participantes em relação aos retrocesso que ocorrem no Brasil.
“Será uma carta de princípios que irá reforçar, revalidar e ressaltar nosso repúdio absoluto a todos os retrocessos que estão acontecendo no Brasil e confirmar nosso posicionamento de resistência frente à prisão de Lula”, afirma Otero.

Durante os três dias de evento ainda serão realizadas a Feira Lula Livre e a exposição fotográfica “Marielle Franco”, que tem a curadoria do coletivo “Articulação de mulheres Pretas”.

II Encontro Internacional da Fibra

16, 17 e 18 de agosto

Franz-Mehring Platz 1 – Berlim (Alemanha)

Confira a programação completa do evento:

Dia 16: Workshop/Painel/Exposição

14h30 - 15h - Credenciamento

15h - 17h - "Resistir é arte" (Oficinas Culturais)

17h30 - 18h - Apresentação cultural

18h - 18h15 - Abertura Oficial

18h15 - 20h30 - Painel*: “Diálogos de um Brasil que resiste”, com as participações de Maria Dantas (Deputada da Espanha), Breno Altman (Jornalista), Renata Souza (Deputada Estadual ALERJ). A mediação será feita por Bárbara Santos, Coordenadora Artística do Kuringa de Berlim. (*Poderá sofrer alterações/Aberto ao público)

20h30 - Abertura da exposição coletiva "As Ruas do mundo são nossas" com fotos dos Coletivos e de Ricardo Stuckert, seguida de confraternização, com a participação de Marcia Tiburi (Filósofa).

Dia 17: Oficina de organização da Fibra*

20h30 - Cinema de Verão com Jean Wyllys.

Filme: "Entre homens de bem". * Fechada para o público em geral

Dia 18: Encerramento/Documento de Berlim

8:h30 - 9h - Recepção

9h - 9h45 - FECHADO AO PÚBLICO

9h45 - 12h - Conclusão do documento de Berlim

12h -12h30- Atividade cultural

12h30 às 13h - ENCERRAMENTO COM ATO EM DEFESA DA LIBERDADE DE LULA

13H - Almoço

Comentários