Preterido por Macri após primárias na Argentina, Bolsonaro diz que 'bandidos de esquerda' estão voltando

Em visita ao Piauí, o presidente voltou a atacar Alberto Fernández e Cristina Kirchner, vencedores das primárias argentinas

Jair Bolsonaro foi ao ataque novamente contra a oposição argentina. O brasileiro sempre se definiu como amigo do atual presidente, Mauricio Macri, porém, vê o antigo aliado se descolar dele, em função do péssimo resultado nas prévias do último domingo (11/08).

Mesmo assim, Bolsonaro declarou, nesta quarta-feira (14/08), em visita a Parnaíba, no Piauí, que “bandidos de esquerda” estão voltando ao poder na Argentina. Ele se referiu a Alberto Fernández e Cristina Kirchner, respectivamente candidatos e presidente e vice na chapa vencedora das primárias.

“Olha o que está acontecendo com a Argentina agora. A Argentina está mergulhando no caos. A Argentina começa a trilhar o rumo da Venezuela, porque, nas primárias, bandidos de esquerda começaram a voltar ao poder”, disse.

Palácio do Planalto/ Flickr
Presidente Jair Bolsonaro declarou que "bandidos de esquerda" estão voltando na Argentina

“Turma vermelha”

Bolsonaro afirmou, ainda, que vai trabalhar para “varrer a turma vermelha” do Brasil e derrotar “a corrupção e o comunismo” nas eleições de 2022.

Ele discursou de uma sacada do aeroporto para apoiadores, que gritavam “fora PT” e “a nossa bandeira jamais será vermelha”. 

Na sequência, foi para o centro da cidade inaugurar uma escola do Sesc que se chamará Escola Presidente Jair Messias Bolsonaro.

Comentários