Projeto argentino apresenta cartas enviadas a Lula na voz de personalidades políticas

'Cartas para Lula' é uma iniciativa de historiadores da Argentina em parceria com a rádio de uma universidade pública

O projeto "Cartas para Lula", realizado pela Universidade Nacional de General Sarmiento (UNGS), foi apresentado nessa segunda-feira (09/09) durante a Aula Magna da Universidade Metropolitana para a Educação e o Trabalho (UMET), em Buenos Aires, na Argentina.

"Cartas para Lula" consiste em uma série de podcasts com dez episódios que retoma, na voz de importantes personalidades políticas e culturais do país, algumas das mais de 15 mil cartas que o ex-presidente brasileiro recebeu desde sua prisão no dia 7 de abril de 2018. A iniciativa busca divulgar a solidariedade e o reconhecimento do povo brasileiro ao líder do Partido dos Trabalhadores (PT) e denunciar sua prisão política.

Participam dos dez episódios personalidades como Taty Almeida, dirigente das Mães de Maio Linha Fundadora, o sociólogo Horacio González, a cantora Liliana Herrero e Estela de Carlotto, uma das fundadoras da Associação Avós da Praça de Maio.

A proposta está baseada no projeto prévio Linhas de Luta, uma exposição lançada um ano após a prisão do ex-presidente e dedicada às cartas que ele recebeu no período, em uma iniciativa de historiadores e historiadoras de diversos países.

O lançamento do projeto argentino contou com a presença de diversos integrantes de organizações sociais, estudantes e professores. Participou da Aula Magna a reitora da Universidade Nacional General Sarmiento (UNGS), Gabriela Diker – uma das personalidades que dá voz e rosto às cartas de Lula. "Muitas vezes nos perguntamos qual é a função de uma universidade pública e eu acredito que a função de uma universidade pública está refletida, por exemplo, neste trabalho", expressou.

Reprodução
Participam dos dez episódios personalidades como Estela de Carlotto, uma das fundadoras da Associação Avós da Praça de Maio

Durante o evento, a historiadora Maria Paula González, uma das integrantes do projeto, afirmou que a iniciativa foi realizada pelo reconhecimento de que as cartas enviadas ao ex-mandatário representam um "tesouro histórico e político" e que, num contexto de perseguição político-judicial, corriam o risco de desaparecer.

Os dez episódios de Cartas para Lula foram ao ar na rádio da UNGS, FM La Uni, e podem ser ouvidos gratuitamente no Spotify ou no canal do YouTube da emissora - em espanhol.

Comentários