União Europeia dá ultimato para Johnson apresentar proposta sobre Brexit

Premiê do Reino Unido esperava rediscutir acordo do Brexit durante próxima cúpula do Conselho Europeu, em 17 e 18 de outubro

Redação

ANSA ANSA

Londres (Reino Unido)

A União Europeia deu nesta quinta-feira (19/09) um ultimato para o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, apresentar propostas alternativas a um Brexit sem acordo.

Antti Rinne, premier da Finlândia, país que ocupa a Presidência rotativa da UE, disse que o bloco aguardará apenas até o dia 30 de setembro. "Do contrário, estará tudo acabado", afirmou.

Johnson esperava rediscutir o acordo do Brexit durante a próxima cúpula do Conselho Europeu, em 17 e 18 de outubro, apenas 14 dias antes da separação - a oposição o acusa de postergar a apresentação de propostas para garantir que o país saia da UE sem acordo.

O governo britânico chamou o prazo dado por Bruxelas de "artificial" e disse que Johnson não aceitará ultimatos. Apesar disso, seu gabinete afirmou ter enviado "uma série de propostas técnicas confidenciais" alternativas ao "backstop", principal entrave do atual acordo.

Number10
Premiê do Reino Unido esperava rediscutir acordo do Brexit durante próxima cúpula do Conselho Europeu, em 17 e 18 de outubro

Esse mecanismo prevê a manutenção de fronteiras abertas entre a República da Irlanda, Estado-membro da UE, e a Irlanda do Norte, território britânico, mesmo se Londres e Bruxelas não definirem um tratado de livre comércio no período de transição do Brexit.

Para Johnson e grupos eurocéticos, isso criaria uma fronteira interna entre a Irlanda do Norte e o restante do Reino Unido. O primeiro-ministro até suspendeu o Parlamento para evitar a aprovação de leis que impeçam o Brexit sem acordo, mas a medida pode ser revertida pela Suprema Corte, que julga o caso e deve anunciar seu veredito na semana que vem.

Comentários