Trump diz ter 'grande e inigualável sabedoria' e ameaça 'destruir economia' da Turquia caso país 'passe dos limites'

'Como eu já disse fortemente antes, e vou apenas reiterar, se a Turquia fizer algo que eu, em minha grande e inigualável sabedoria, considerar fora dos limites, eu vou destruir totalmente a economia da Turquia', disse presidente pelo Twitter

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira (07/10), pela sua conta no Twitter, que tem uma "grande e inigualável sabedoria" e que vai "destruir" a Turquia economicamente caso o país "passe dos limites" contra os curdos.

"Como eu já disse fortemente antes, e vou apenas reiterar, se a Turquia fizer algo que eu, em minha grande e inigualável sabedoria, considerar fora dos limites, eu vou destruir totalmente a economia da Turquia (já fiz isso antes!). Eles devem, com a Europa e outros, vigiar os combatentes e as famílias do ISIS [Estado Islâmico] capturados. Os EUA fizeram muito mais do que se poderia esperar, incluindo a captura de 100% do Califado do ISIS. Agora é hora de outros na região, alguns de grande riqueza, protegerem seu próprio território. Os EUA são ótimos". 

A afirmação do presidente norte-americano vem um dia depois de Washington dar início à retirada de tropas militares da região noroeste da Síria, local de concentração de curdos que haviam ajudado os EUA durante as batalhas contra o grupo terrorista Estado Islâmico, efetivamente retirando o apoio a eles. 

O presidente turco Recey Tayipp Erdogan, que se coloca como adversário dos curcos, pretende começar uma incursão militar na região. Ancara diz planejar uma "zona segura" no noroeste da Síria e estabelecer uma área controlada pelas forças armadas da Turquia, sem a presença dos curdos. 

White House/ Flickr
Donald Trump ameaçou "destruir" a economia da Turquia

De acordo com o governo dos EUA, após a retirada as "Forças Armadas dos Estados Unidos não apoiarão e não estarão envolvidas na operação; as forças norte-americanas, tendo derrotado o 'califado' territorial do EI, não estarão mais nas imediações."

Impeachment

No último dia 24 de setembro, a presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, anunciou a abertura de um processo de impeachment contra Trump. 

Desde o anúncio, o mandatário dos Estados Unidos utiliza sua conta na rede social para atacar seus opositores, com tuítes durante todo o dia. 

Ao explicar a saída das tropas norte-americanas da fronteira da Turquia, Trump disse que era "hora" dos EUA sair "dessas guerras ridículas e sem fim, muitas delas tribais". O chefe de Estado ainda afirmou que agora os "turcos, Europa, Síria, Irã, Iraque, Rússia e os curdos" terão de "descobrir" como resolver a situação.

Comentários