Ex-presidente da Colômbia Álvaro Uribe depõe na Suprema Corte sobre envolvimento em subornos e fraude

Uribe deverá responder a cerca de 100 perguntas durante três dias, enquanto os juízes têm pelo menos dez dias para determinar se seguem com as investigações ou se arquivam o caso

O ex-presidente da Colômbia e atual senador de direita Álvaro Uribe compareceu nesta terça-feira (08/10) à Corte Suprema de Justiça (CSJ) colombiana para prestar depoimento sobre seu envolvimento em um caso de fraude processual e suborno de testemunhas.

Uribe é acusado de ter manipulado testemunhas em um processo que o próprio ex-presidente abriu contra o senador Iván Cepeda em 2012. À época, Uribe acusou Cepeda de utilizar testemunhas falsas ao acusar o ex-mandatário de ter fundado nos anos de 1990 o grupo paramilitar Bloque Metro. No entanto, o juiz responsável pelo caso não só arquivou a denúncia contra Cepeda como abriu uma investigação contra o direitista.

Segundo a emissora teleSur, Uribe deverá responder a cerca de 100 perguntas durante três dias, enquanto os juízes têm pelo menos dez dias para determinar se seguem com as investigações ou se arquivam o caso.

Flickr
Uribe deverá responder a cerca de 100 perguntas durante três dias

Antes do início da audiência, o ex-presidente afirmou em sua conta no Twitter que nunca imaginou que "seu amor pela Colômbia" o levaria a atravessar "dificuldades judiciais".

Por sua vez, Cepeda também se pronunciou sobre o caso e descartou comparecer ao depoimento para "evitar qualquer ação que pudesse ser interpretada como intencionalmente dirigida a perturbar ou constranger a contraparte". 

Comentários