Uruguai convoca embaixador do Brasil após apoio de Bolsonaro a oposicionista Lacalle Pou

Presidente brasileiro afirmou que oposição uruguaia é 'mais alinhada' com o pensamento liberal e econômico do governo; Luis Lacalle Pou disse que não é bom outros políticos 'deem opinião sobre o que pode acontecer em outro país'

O Ministério das Relações Exteriores do Uruguai convocou nesta quinta-feira (31/10) o embaixador do Brasil no país, Antonio Simões, para que o diplomata esclarecesse o comentário sobre as eleições no país que o presidente Jair Bolsonaro fez em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo. 

Em entrevista ao jornal nesta terça-feira (29/10), em uma resposta sobre economia, Bolsonaro disse que preferia uma vitória da oposição - representada no segundo turno pelo candidato de direita Luis Lacalle Pou, que disputa o cargo contra Daniel Martínez, da Frente Ampla -, pois ela seria "mais alinhada com nossos pensamentos liberais e econômicos". "Esperamos, torcemos que aconteça a eleição de alguém ligado ao nosso time, aí teríamos o Uruguai afinado conosco", disse.

"Foi solicitado explicações sobre as declarações feitas pelo Sr. Presidente Jair Bolsonaro relacionadas ao processo eleitoral que ocorre em nosso país", disse a chancelaria, em nota.

A convocação de um embaixador para dar explicações é um gesto forte por parte de um país e uma maneira de demonstrar descontentamento.


FORTALEÇA O JORNALISMO INDEPENDENTE: ASSINE OPERA MUNDI 


José Dias/PR
Jair Bolsonaro disse que oposição do Uruguai é 'mais alinhada' com governo brasileiro

Questionado sobre a declaração de Bolsonaro, Lacalle Pou pediu que o presidente brasileiro apoie o vencedor da eleição, independentemente do partido. 

“Se eu fosse presidente da República e houvesse um processo eleitoral no Brasil, por mais que eu gostasse um pouco do outro, certamente esperaria pelos resultados, porque, quem vencer, com ele tenho que me dar bem”, afirmou. 

O candidato da direita da eleição no Uruguai ainda disse que "não é bom que os diferentes políticos, e neste caso os diferentes governantes, influenciem ou deem sua opinião sobre o que pode acontecer em outro país".

Leia a íntegra da nota da chancelaria uruguaia

Comunicado à imprensa n.º 118/19

Nesta data, o Ministério de Relações Exteriores convocou o Embaixador da República Federativa do Brasil no Uruguai, o senhor Antonio Simões, e solicitou explicações sobre as expressões vertidas pelo senhor Presidente Jair Bolsonaro ao diário “O Estado de São Paulo” no último dia 29 de outubro, relacionadas com o processo eleitoral que se desenvolve no nosso país.

A respeito, o senhor Embaixador Simões ofereceu à senhora Diretora da Regional América, Embaixadora Adriana Lissidini, detalhes sobre o teor de ditas declarações.

Montevidéu, 31 de outubro de 2019

Ministério de Relações Exteriores

(*) Com Rede Brasil Atual

Comentários

Leia Também