Resposta ao assassinato de Soleimani quebrou imagem de superpotência dos EUA, diz líder do Irã

'Vivemos nas duas últimas semanas dias amargos e doces, um ponto de reviravolta na história', afirmou o líder supremo do Irã

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, afirmou nesta sexta-feira (17/01) que os ataques iranianos contra bases no Iraque que abrigavam tropas norte-americanas quebrou a imagem de superpotência dos EUA. O bombardeio foi realizado como represália à morte do general Qassim Soleimani em um ataque ordenado por Washington.

"A represália do Irã pelo ataque dos EUA não foi apenas uma ação militar eficaz, mas também um golpe nos EUA como superpotência", disse Khamenei durante um sermão feito em Teerã. Esse foi o primeiro sermão do aiatolá nas orações de sexta-feira na capital desde fevereiro de 2012, por ocasião do aniversário de 33 anos de fundação da República Islâmica.

"Vivemos nas duas últimas semanas dias amargos e doces, um ponto de reviravolta na história. Os grandes acontecimentos do funeral do general Qassim Soleimani e o dia em que o Irã atacou as bases dos Estados Unidos foram 'dias de Deus'", declarou o aiatolá.


FORTALEÇA O JORNALISMO INDEPENDENTE: ASSINE OPERA MUNDI


Khamenei também falou sobre a queda do avião ucraniano que foi derrubado por engano pela defesa antioaérea iraniana, o que classificou como "amargo incidente". O líder do Irã ainda elogiou a Guarda Revolucionária por "manter a segurança" do país. 

Leader.ir
'Vivemos nas duas últimas semanas dias amargos e doces, um ponto de reviravolta na história', afirmou o líder supremo do Irã

A notícia de que o Irã derrubou a aeronave provocou uma nova onda de protestos contra o governo, que já havia sido alvo de manifestações no ano passado.

"Aqueles palhaços que dizem estar por trás do povo são mentirosos. São manipulados pelos inimigos e não dedicaram suas vidas à segurança do Irã, diferentemente de pessoas como Soleimani", disse Khamenei. 

*Com ANSA

Comentários