Emissora teleSur inaugura filial em Cuba

Programação da filial cubana transmitirá programas e jornais informativos em espanhol e inglês; além de Cuba, a emissora tem sede na Venezuela e no Equador

A emissora multiestatal teleSur inaugurou nesta segunda-feira (27/01) uma filial em Havana, capital de Cuba, como um novo centro de produção de conteúdo. Na inauguração estiveram presentes o presidente do país, Miguel Díaz-Canel e o chanceler cubano, Bruno Rodríguez. 

A inauguração também contou com a participação da presidente da emissora, Patricia Villegas, e de outras personalidades políticas. Com a nova sede, a teleSur agora conta com três estúdios: em Caracas, na Venezuela, em Quito, no Equador e o mais recente em Havana.

Patricia afirmou que a nova sede se "integra" a um sistema de produção de qualidade e coloca o conteúdo em sintonia com os cubanos. "Em Havana, está integrado um sistema de produção de conteúdo da teleSur que está distribuído em todo o continente. E é um dia especial, porque o colocamos em movimento para o povo de Cuba e ao resto do mundo", disse.


FORTALEÇA O JORNALISMO INDEPENDENTE: ASSINE OPERA MUNDI


A programação da filial cubana transmitirá programas e jornais informativos em espanhol e inglês. Em nota, o gabinete da presidência de Cuba afirmou que o presidente acompanhou a primeira transmissão de um jornal produzido no país pela emissora.

Reprodução
Patricia Villegas e Miguel Díaz-Canel na inauguração da teleSur em Havana, Cuba

"Díaz-Canel assiste à inauguração do estúdio central da plataforma informativa multiestatal teleSur, que se junta às sedes existentes em Caracas e Quito, com a primeira transmissão de um noticiário em inglês produzido em Havana", disse o governo pelo Twitter. 

A emissora é um meio de comunicação latino-americano que tem como missão liderar e promover os processos de união dos povos da América do Sul. A teleSur foi ao ar em 2005 pela primeira vez em Caracas, na Venezuela. 

*Com Cubadebate

Comentários