Número de mortos por cólera no Haiti passa de mil

Número de mortos por cólera no Haiti passa de mil

Agência Efe

O número de mortos pela epidemia de cólera que atinge o Haiti passou a barreira dos 1.000 nesta terça-feira (16/11). Ao todo, já são 1.034 mortos, enquanto o número de hospitalizados é de 16.799, segundo o balanço divulgado pelas autoridades de saúde locais.

Nesse relatório, datado de 14 de novembro, os mortos em 24 horas foram 42, enquanto 16.139 internados tiveram alta. Desde o relatório anterior, 15 pessoas morreram em Artibonite (norte), 19 no departamento Norte, três no Platô Central (leste) e cinco no Noroeste.

Leia mais:
Para missão da ONU, violência pré-eleitoral no Haiti tem motivação política
ONU alerta sobre protestos contra Minustah no Haiti 
Lula e Préval assinam acordos bilaterais para manter investimentos brasileiros no Haiti   
Mídia explorou tragédia no Haiti e ocultou solidariedade, acusam pesquisadores 
  
Haiti tem de ser mais autônomo e menos dependente de ajuda externa, diz Amorim  
Lentamente, Haiti recupera a produção agrícola, afirmam Nações Unidas 
 


Segundo o Ministério da Saúde haitiano, desde o início da epidemia, em 19 de outubro, 629 pessoas morreram em Artibonite, 136 no Norte, 84 no Platô Central, 95 no Oeste (38 em Porto Príncipe), 84 no Noroeste e seis no Sul.

Quatro departamentos (Sudeste, Nippes, Grand Anse e Nordeste) ainda estão livres da doença. A ONU alertou na segunda-feira (15/11) que o avanço da epidemia continua.

Parte da população haitiana culpa a missão da ONU, especificamente seus participantes nepaleses, por ter iniciado a epidemia. Desde a semana passada vêm ocorrendo protestos contra a ONU que já deixaram dois mortos.


Siga o Opera Mundi no Twitter 
Conheça nossa página no Facebook 


Comentários

Leia Também