Detectado primeiro caso de cólera na República Dominicana

Detectado primeiro caso de cólera na República Dominicana

Agência Efe

Uma pessoa de nacionalidade haitiana foi hospitalizada nesta terça-feira (16/11) na República Dominicana, no primeiro caso de cólera registrado no país após o surgimento de uma epidemia da doença no Haiti, informou à Agência Efe uma fonte governamental.

O ministro da Saúde Pública dominicano, Bautista Rojas Gómez, disse em entrevista coletiva que a pessoa detectada com a bactéria é um homem ainda não identificado que viajou do Haiti para o leste da República Dominicana por terra.

"O paciente foi tratado pelo protocolo que rege estes casos e se encontra em condição estável em um hospital de Higüey", afirmou o funcionário.

Leia mais:
Para missão da ONU, violência pré-eleitoral no Haiti tem motivação política
ONU alerta sobre protestos contra Minustah no Haiti 
Lula e Préval assinam acordos bilaterais para manter investimentos brasileiros no Haiti   
Mídia explorou tragédia no Haiti e ocultou solidariedade, acusam pesquisadores 
  
Haiti tem de ser mais autônomo e menos dependente de ajuda externa, diz Amorim  
Lentamente, Haiti recupera a produção agrícola, afirmam Nações Unidas 
 


A pessoa infectada é um operário que trabalha no setor de construção nessa cidade dominicana.

Rojas Gómez disse que o haitiano esteve em seu país e retornou à República Dominicana em um ônibus, veículo que dispõe de instalações sanitárias.

"O ônibus foi localizado e foram tomadas as medidas sanitárias necessárias", explicou o ministro, que garantiu o isolamento dos resíduos sanitários recolhidos no veículo.

Rojas Gómez anunciou que nesta quarta-feira serão concluídos os exames feitos no paciente, para então decidir que tipo de antibiótico utilizar.

"Podemos garantir que o paciente se encontra em perfeitas condições, hidratado, à espera da conclusão das análises", afirmou.

A aparição do primeiro caso de cólera na República Dominicana foi divulgado em um momento em que o número de mortos passa de mil no Haiti, onde o surto começou há quatro semanas.


Siga o Opera Mundi no Twitter  
Conheça nossa página no 
Facebook  

Comentários

Leia Também