Índia propõe a criação de banco do BRICS

Proposta será discutida em Nova Délhi na próxima semana

Kester Kenn Klomegah | IPS

Todos os posts do autor

Líderes das nações do BRICS na cúpula de 2011. Imagem Wikimedia Commons

A criação de um banco do BRICS será prioridade na agenda do encontro de representantes do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, no dia 28 de março, em Nova Delhi, na Índia. O país sede da conferência acredita que a criação conjunta de um banco é um passo natural para acompanhar o crescente poder econômico do bloco, e que poderia fortalecer a posição do BRICS como um forte ator no cenário global. 

Os especialistas ouvidos pela agência de notícias IPS acreditam que "a ideia de um banco que financie projetos nestes países é um sinal de crescente auto-determinação e independência ou interdependência entre as economias emergentes", e que a instituição poderia contrabalançar o peso dos poderes econômicos mundiais, mesmo que sua criação seja difícil. "As nações do BRICS tem pesos econômicos diferentes, e encontrar o equilíbrio para evitar que um ou alguns membros dominem o cenário pode ser um desafio. (...) O BRICS é unidade na diversidade, e estes novos passos em busca de uma cooperação mútua podem ser complicados. Portanto, é interessante acompanhar o desenvolvimento da ideia para entender melhor o mecanismo de sua implementação."

A instituição seria "uma maneira de as nações emergentes escaparem do domínio do Banco Mundial e do FMI", e também poderia, "além de ser uma instituição financeira para os membros do BRICS, apoiar projetos de infraestrutura em países em desenvolvimento na África, Ásia e América Latina". 

Leia o artigo completo, em inglês, no site da agência de notícias IPS.

 

Assine a revista Samuel. Apoie a imprensa independente.

Comentários

Leia Também