Casa de cânhamo

"Hempcrete", feito de cânhamo e cal, é material de construção sustentável

Julie Ma | GOOD

Linhas de fibra de cânhamo. Foto knit.spin

No número 03 da revista Samuel, publicamos uma reportagem da Smithsonian Magazine sobre as tentativas de se produzir um cimento "verde". Pois parece que podemos incluir a iniciativa dos estadunidenses da Hemp Technologies na lista de alternativas para construções sustentáveis. Eles estão tentando emplacar nos Estados Unidos o "hempcrete", concreto feito de cânhamo, cal e água. Segundo o site da revista GOOD, o cânhamo é um ótimo material de construção por ser atóxico e resistente a mofo, insetos e fogo, além de ser dotado de alta eficiência energética e ter a capacidade de absorver dióxido de carbono. A empresa já construiu casas de cânhamo nos estados do Havaí, Texas, Carolina do Norte e Idaho, e está tentando estabelecer sua primeira construção na Califórnia. 

"Nós começamos há uns três anos, e eu estava procurando por materiais de construção sustentáveis. Greg (Flavall, co-fundador) estava na Europa, e lá encontrou o Hempcrete. Nós fizemos um tour pelo continente e vimos tudo o que tinha sido feito no Reino Unido, França, Bélgica e Suíça", conta o co-fundador da Hemp Technologies, David Madera. 

Só há um problema a atravancar a iniciativa: o cânhamo industrial vem da planta Cannabis sativa, a mesma espécie que produz a maconha e contém traços de THC, a substância que faz com que a droga seja proibida em âmbito federal nos Estados Unidos. Por isso, a produção do material é proibida. No estado da Califórnia, porém, a plantação para o uso medicinal da droga é permitida, o que dá esperanças aos empreendedores. "Eu acredito que a Califórnia vai ceder. É um movimento nacional. Pretendemos tomar o país de assalto", afirma o entusiasmado Madera.

Leia mais no site da revista GOOD.

 

Assine a revista Samuel. Apoie a imprensa independente.

Comentários