O posto de trabalho mais isolado do mundo

Trabalhar na estação Concordia, na Antártida, é como estar em outro planeta

Redação

 

Imagem por Alex Salam via Universe Today
 
Quando seu único companheiro de trabalho é o computador, uma eventual sensação de solidão e isolamento é inevitável. Mas, segundo o site Universe Today, o posto de trabalho mais isolado do mundo não é o seu home office, mas a estação francoitaliana Concordia, localizada no coração da Antártida. A 3233 metros acima do nível do mar, Concordia é a única estação permanentemente ocupada no continente gelado. Entre 12 e 15 cientistas, pesquisadores e engenheiros passam meses ou até mais de um ano isolados em Concordia, onde no inverno, com temperaturas inferiores a -80 oC, não há nenhuma possibilidade de evacuação e a estação mais próxima está a 600km de distancia. É como trabalhar em outro planeta - e é exatamente por isso que esses cientistas estão lá.
 
 
 
 Concordia vista do céu pelo microsatélite Proba-1
 
 
Os pesquisadores que vivem e trabalham em Concordia estudam não somente o intocado gelo antártico, mas também o comportamento humano em um ambiente totalmente isolado e sujeito a tão severas condições, onde o trabalho em grupo é absolutamente necessário à sobrevivência. “O tédio e a monotonia são nossos maiores inimigos”, escreve o pesquisador Alex Salam, que em 2009 passou 13 meses na estação. “A escuridão consegue acabar com a motivação de qualquer um, não importa o quão determinado seja.' Mas a noite antártica tem algo de especial, lembra o médico: “o céu oferece uma visão que os admiradores de estrelas podem somente imaginar. Você só tem que ser rápido o suficiente para conseguir olhar para cima antes que as suas pálpebras congelem!”
 
 
Imagem por Alex Salam via Universe Today

 

Comentários