Pixabay

Egito confirma primeiro caso de coronavírus na África

Paciente, no entanto, não tem nacionalidade egípcia; com confirmação, número de países com registros da doença sobe para 26, incluindo China

Redação

ANSA ANSA

Cairo (Egito)

O Ministério da Saúde do Egito anunciou nesta sexta-feira (14/02) o primeiro caso confirmado de Covid-2019, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), na África.

Em comunicado, o governo informou que o paciente não é egípcio, mas não especificou sua nacionalidade. Além disso, o ministério ressaltou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) já está ciente do caso e o paciente, que não apresentava nenhum sintoma, foi internado em quarentena. 

Com a confirmação, o número de países com registros da doença sobe para 26, incluindo a China. Somente no território chinês, o Covid-19 já matou 1.381 pessoas e deixou 63.932 mil contaminados. 

No total, a doença provocou a morte de 1.383, sendo uma nas Filipinas e outra no Japão. 

Apesar dos números, a Organização Mundial da Saúde informou que a epidemia foi controlada no mundo. Segundo o diretor-executivo do programa de emergências de saúde da OMS, Mike Ryan, não há "aumentos dramáticos de transmissão fora da China", além dos casos do navio de cruzeiro Diamond Princess.

Comentários