Israel rejeita turistas da Itália após casos de coronavírus

Pelo menos 25 cidadãos, sendo 19 italianos e outros estrangeiros, que estavam em um voo de Bergamo precisaram retornar para o território italiano

Redação

ANSA ANSA

Tel Aviv (Israel)

A Autoridade de Imigração de Israel recusou nesta quinta-feira (27/02) a entrada no país de passageiros vindos da Itália, terceira nação com mais casos de coronavírus em todo o mundo.

Segundo o site Ynet, pelo menos 25 cidadãos, sendo 19 italianos e outros estrangeiros, que estavam em um voo de Bergamo precisaram retornar para o território italiano.

Além disso, os israelenses também barraram outros 23 passageiros que desembarcaram no aeroporto Ben Gurion em Tel Aviv de um voo de Veneza e nove de um voo de Milão. Todos serão enviados para Roma. 


QUEREMOS CONHECER VOCÊ MELHOR, LEITOR E ESPECTADOR DE OPERA MUNDI. CLIQUE AQUI


A decisão foi tomada depois que o Ministério da Saúde de Israel confirmou hoje cedo que um homem que havia retornado da Itália nos últimos dias "contraiu o coronavírus". 

Wikicommons
Pelo menos 25 cidadãos, sendo 19 italianos e outros estrangeiros, que estavam em um voo de Bergamo precisaram retornar para a Itália

O governo, no entanto, não deu mais detalhes sobre o estado de saúde do infectado, afirmando apenas que a pessoa foi colocada na área de quarentena do hospital Sheba, perto de Tel Aviv. 

O Ministro do Interior de Israel, Arie Deri, por sua vez, anunciou que um decreto que impede a entrada de passageiros da Itália no país já foi assinado. O novo caso de coronavírus eleva para sete o número total de contaminados. Os outros seis contraíram a doença a bordo de um navio de cruzeiro que ficou em quarentena por duas semanas no Japão.

Comentários