Ponte estaiada desaba em Gênova, na Itália, e deixa mortos

De acordo com as primeiras informações da Defesa Civil local, um colapso estrutural provocou o desabamento do viaduto Morandi

Redação

Todos os posts do autor


Atualizada às 13h15

Uma grande porção do viaduto Morandi, uma espécie de ponte estaiada que passa pela rodovia A10, em Gênova, desabou nesta terça-feira (14/08). As autoridades confirmaram que há ao menos 35 mortos. Cinco pessoas ficaram feridas.

De acordo com as primeiras informações da Defesa Civil local, um colapso estrutural provocou o desabamento do viaduto Morandi.

Chovia muito nesta manhã na cidade de Gênova e havia pontos de alagamento no momento do acidente. Corpo de bombeiros, ambulâncias e autoridades já estão no local.

Viaduto desabou em Gênova; há relatos de mortos (Foto: Polizia di Stato)

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, foi informado do acidente e anunciou que irá ao local. "Estou seguindo com a máxima apreensão o que aconteceu em Gênova, e parece ser uma tragédia. Estamos em contato com a empresa que administra a autoestrada", disse o ministro dos Transportes da Itália, Danilo Toninelli.

O viaduto Polcevera, chamado de Ponte Morandi, atravessa Polcevera, em Gênova, e passa pelos bairros de Sampierdarena e Cornigliano, que ficam próximos ao aeroporto local. É considerada uma das principais vias de acesso pela capital da Ligúria.

Projetado pelo engenheiro Riccardo Morandi, o viaduto foi construído entre 1963 e 1967 e chegou a ser batizado e "Ponte do Brooklyn" pelas semelhanças com o famoso local em Nova York. O viaduto mede 1.182 metros.

(*) Com Ansa

Comentários