Papa pede 'dom e discernimento' para evitar novos regimes totalitários

Francisco ainda falou sobre políticas de discriminação e a 'tentação sobre a que todos devem vigiar com insistência: o desejo de supremacia, de se sobressair aos demais'

Redação

Todos os posts do autor

Durante visita a cidade de Kaunas, na Lituânia, o Papa Francisco pediu neste domingo (23/09) atenção para as novas possibilidades de surgimento de regimes totalitários.

O pontífice lembrou que o país sofreu com a ocupação nazista e chamou regimes como esse de "atitudes perniciosas".

"Recordemos aqueles tempos e peçam ao Senhor que dê o dom e o discernimento a todos para detectar a tempo qualquer aumento dessa atitude perniciosa, qualquer ar que engane o coração das gerações que não viveram aquilo", declarou Francisco.

O Papa ainda falou sobre políticas de discriminação e a "tentação sobre a que  todos devem vigiar com insistência: o desejo de supremacia, de se sobressair aos demais".

"Quantas vezes aconteceu que um povo acredite ser superior, com mais direitos adquiridos, com mais privilégios a preservar ou conquistar?", disse Francisco.

O pontífice iniciou neste sábado (22/09) uma visita aos países bálticos, começando pela Lituânia.

Comentários