Túmulo de Karl Marx é atacado com um martelo

Placa de mármore ‘nunca mais será a mesma’ depois do ataque à marteladas que tentou apagar o nome do filósofo alemão

Redação

São Paulo (Brasil)

Todos os posts do autor

No fim de semana passado vândalos atacaram o túmulo do filósofo político alemão e revolucionário socialista Karl Marx, no cemitério de Highgate, em Londres. As informações foram passadas nesta terça-feira (05/02) pela entidade que administra o cemitério.

Ian Dungavell, diretor-executivo da Fundação Amigos do Cemitério de Highgate, criticou o que ele descreve como "uma coisa terrível a se fazer" e advertiu que o túmulo, que atrai dezenas de milhares de visitantes a cada ano "nunca voltará a ser o mesmo".  O memorial será consertado "na medida do possível", afirmou.

Ele condenou o que chamou de um "ato particularmente egoísta". "Acreditamos que foi um ataque deliberado contra Karl Marx. Não foi ao acaso".

Segundo Dungavell, os ataques ao túmulo de Marx são regulares, mas não frequentes. O pior incidente ocorreu em 1970, quando um grupo tentou destruir o túmulo usando uma bomba. 

Em um post no Twitter oficial do cemitério, além da imagem do dano na placa de mármore que homenageia Marx e alguns de seus familiares, incluindo sua esposa, a instituição informa que o ataque provavelmente foi feito com um martelo e repudia o ato: “isso não é jeito de tratar a nossa memória”. 

Marx, que viveu de 1818 a 1883, escreveu sobre ideias revolucionárias relacionadas a lutas de classes, as falhas do capitalismo e do trabalho humano. Ele publicou obras conhecidas como "O Manifesto Comunista", "O Décimo Oitavo Brumário de Louis Bonaparte" e "Capital".

Reprodução
Placa de mármore ‘nunca mais será a mesma’ depois do ataque à marteladas que tentou apagar o nome do filósofo alemão

Comentários