Macron promete reconstruir Catedral de Notre-Dame em cinco anos

Presidente francês adiou discurso sobre medidas após protestos dos coletes amarelos por conta de incêndio; fogo destruiu torre central da catedral, e todo o telhado

Redação

Paris (França)

ANSA ANSA

Em um discurso em rede nacional de rádio e televisão, o presidente da França, Emmanuel Macron, prometeu reconstruir a catedral de Notre-Dame, em Paris, em um prazo de cinco anos.

O pronunciamento ocorreu às 20h (horário local) desta terça-feira (16/04), após o fogo na igreja mais famosa do país ter sido controlado. "Sim, vamos reconstruir a catedral de forma ainda mais bonita. Quero que isso aconteça em cinco anos, nós podemos", garantiu Macron.

O incêndio, deflagrado na última segunda-feira (15/04), destruiu a "flecha", como era chamada a torre central e mais alta da catedral, e todo o seu telhado. Por outro lado, o interior da igreja, o órgão e os vitrais resistiram às chamas. Segundo o secretário de Interior da França, Laurent Nuñez, Notre-Dame ficou a "15 minutos ou meia hora" da destruição completa.

Até o momento, magnatas e empresas já doaram mais de 700 milhões de euros para a reconstrução (R$ 3,1 bilhões, pela cotação atual). "O que vimos nesta noite, juntos, em Paris, é essa capacidade de nos mobilizar, de nos unir, de vencer. [...] Cada um doou o que pôde, cada em seu lugar, em seu papel. Digo a vocês com força: nós somos um povo de construtores", afirmou Macron em seu discurso.

"O incêndio em Notre-Dame nos lembra que nossa história jamais para e que vamos sempre ter desafios a superar", acrescentou. O presidente faria um pronunciamento na última segunda para anunciar as medidas resultantes de seu "grande debate nacional", discussões convocadas para dar respostas aos protestos dos coletes amarelos que abalaram seu governo no fim de 2018.

No discurso desta terça, Macron prometeu abordar o tema nos próximos dias, mas ainda sem data definida. 

Reprodução/YouTube
Macron quer reconstruir catedral de Notre-Dame em cinco anos

Comentários