Especialistas criticam venda de fóssil de T-Rex pela internet

Fóssil foi encontrado em 2013 por Alan Detrich, que se intitula ser caçador de fósseis profissional; os ossos estavam localizados em terras privadas em Montana, nos EUA

Instituições de pesquisa em paleontologia e universidades criticaram um anúncio publicado no eBay da venda de um fóssil de Tiranossauro Rex por quase 2,95 milhões de dólares (aproximadamente 11 milhões de reais).

A publicação foi feito por Alan Detrich, que se intitula ser caçador de fósseis profissional. "Provavelmente o único bebê T-Rex do mundo! Tem um corpo longo de 15 metros (..) com dentes serrilhados! Este Rex era um comedor de carne muito perigoso. É uma oportunidade rara de ver um bebê Rex”, diz a descrição do anúncio.

O esqueleto foi encontrado em 2013 por Detrich em terras privadas em Montana, nos Estados Unidos. Ao descobrir o esqueleto, Detrich tornou-se proprietário do artefato.

Pelo Twitter, o Museu de História Natural da Universidade do Kansas disse que "não vende nem faz mediações de venda de artefatos em coleções provadas". O fóssil havia sido emprestado para o museu, onde estava exposto até o mês passado quando foi colocado à venda por Detrich.

Ainda segundo o Museu, "pedimos ao proprietário que remova qualquer associação conosco de sua lista de vendas".

A Sociedade de Paleontologia de Vertebrados declarou que a decisão do Detrich em leiloar o fóssil está deixando o esqueleto de lado nos estudos que podem servir para compreender sobre os pequenos tiranossauros na América do Norte.

A instituição também rebateu a decisão da universidade em liberar os restos do dinossauro, pois ajudou "a inflar o preço do fóssil, atuando como uma vitrine para compradores profissionais", afirmou em carta aberta a sociedade.

Reprodução
O anúncio publicado no eBay de Tiranossauro Rex por quase 2,95 milhões de dólares.

Comentários