121 mulheres foram assassinadas na França em 2018, aponta estudo

Dados afirmam que 83,2% dos assassinatos acontecem dentro da residência do casal, ou de algum dos cônjuges

121 mulheres foram mortas por companheiros ou ex-parceiros durante o ano de 2018, apontou um  estudo divulgado nesta quarta-feira (10/07) pelo Ministério do Interior da França.

O relatório classificou os feminicídios em categorias, registrando 26 assassinatos premeditados, 85 homicídios e 10 que decorreram de alguma violência, mas que não tinham intenção de matar. Das vítimas, 77 mulheres já tinham sofrido algum tipo de violência.

O relatório ainda classificou que em 66,1% dos casos algum tipo de arma foi utilizada. Em 39 casos foram usados um artifício branco, 29 foram realizados com arma de fogo e nove com algum objeto que foi utilizado como arma. Os dados apontaram que 20 casos foram por estrangulamento e 15 por golpes contra a vítima. 

Os dados afirmam que 83,2% dos assassinatos acontecem dentro de uma casa, seja a residência do casal ou de um dos membros, quando estes são separados. 

pixabay
em 2018, 121 mulheres foram mortas pelos companheiros ou ex-parceiros na França

Desde janeiro de 2019, 76 mulheres foram assassinadas pelos maridos ou ex-companheiros. Os casos indicam uma tendência de que, neste ano, o número de feminicídios aumente. 

O estudo também mapeou a morte de 28 homens no ano de 2018 que foram assassinatos por companheiras, entre eles 15 "haviam cometido violência prévia" contra elas.

Comentários