Lisboa terá rua com nome de Marielle Franco

Câmara da capital portuguesa aprova homenagem por unanimidade; comissão municipal determinará rua que receberá o nome da vereadora carioca que foi assassinada em 2018

Redação

Deutsche Welle Deutsche Welle

Bonn (Alemanha)

A Câmara de Lisboa aprovou na quinta-feira (25/07) uma proposta para dar o nome da vereadora e ativista brasileira Marielle Franco, assassinada em 2018, a uma rua da capital portuguesa.

Os vereadores destacaram o trabalho da ativista. "Marielle Franco empenhou-se na luta pelos direitos humanos, especialmente em defesa dos direitos das mulheres negras e dos moradores de favelas e periferias, e na denúncia da violência policial", afirma a nota divulgada pelo gabinete do vereador de esquerda Manuel Grilo.

A nota lembra ainda que a brasileira foi "a quinta vereadora mais votada do Rio de Janeiro, nas eleições de 2016, com mais de 46 mil votos na sua primeira disputa eleitoral".

CMRJ/Renan Olaz
Marielle Franco foi assassinada em 14 de março de 2018, no centro do Rio de Janeiro

Embora tenha sido apresentada pelo bloco de esquerda, a proposta foi aprovada por unanimidade, conquistando também os votos de vereadores da direita. Com o aval da Câmara, cabe agora a uma comissão municipal analisar a proposta e propor a rua da homenagem.

Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes foram assassinados em 14 de março de 2018, no centro do Rio de Janeiro. Duas pessoas foram presas suspeitas do crime: o PM reformado Ronnie Lessa, que teria efetuado os disparos, e o ex-PM Élcio Vieira de Queiroz, que dirigiu o carro de onde partiram os tiros. Uma assessora da vereadora que também estava no veículo sobreviveu ao atentado.

Comentários