PERSONALIDADE LUTADORA:
OITO FRASES DE MUHAMMAD ALI

Conhecido por sua
língua afiada, o boxeador Muhammad Ali (1942-2016) cativou jornalistas
e plateias ao redor do mundo com suas afirmações sobre o esporte e o racismo nos EUA. Confira algumas a seguir.

SOBRE SUA
PERFORMANCE

“Sou o dobro do melhor.
Não só os nocauteio: escolho o round. Sou o mais ousado, o mais bonito, o superior, o mais científico, o lutador mais habilidoso no ringue hoje”

SOBRE A MUDANÇA
DE NOME


“Cassius Clay é um nome
de escravo. Não o escolhi e não o quero. Sou Muhammad Ali. Significa amado por deus, e insisto que as pessoas o usem quando falarem comigo
e sobre mim”

SOBRE RACISMO

“Sei que me dei bem enquanto a maioria das pessoas negras vive um inferno, mas enquanto elas não estiverem livres, eu não estarei livre”

SOBRE ROCKY 2 (1979)

O negro sair por cima iria contra os ensinamentos da América. Fui tão bom que tiveram que criar um Rocky, uma imagem branca na tela, em contraponto à minha no ringue”

SOBRE SE RECUSAR A SERVIR O EXÉRCITO DURANTE A GUERRA
DO VIETNÃ:


“Eu não tenho problema nenhum com os vietcongues”

SOBRE OS PROBLEMAS DE SAÚDE POR CAUSA DO BOXE

“O que eu sofri fisicamente valeu o que eu consegui na vida. Um homem que não é corajoso o suficiente para correr riscos nunca vai alcançar nada na vida”

NO FIM DA VIDA

“Um homem que vê o mundo aos 50 anos de
idade da mesma maneira que via o mundo aos
20 desperdiçou
30 anos de vida”

NO FIM DA VIDA

“Viva como se cada dia fosse o último, porque um dia você estará certo.”

Desenvolvimento:
Rafael Targino

Imagens:
Wikimedia Commons/Unsplash

Visite Opera Mundi