HARVEY MILK: A LUTA LGBTQIA+

Radicado na Califórnia, Harvey Milk (1930-78) desenvolveu uma militância em que a defesa de pequenos negócios, como sua loja Castro Camera, misturou-se com a defesa intransigente de direitos LGBTQIA+.

Milk defendia que a luta pela igualdade passava também pela necessidade de que os integrantes
da comunidade
se assumissem publicamente, como forma de fortalecer a
luta por direitos civis. 

Falar em homossexualidade e desejo era um ato revolucionário nos anos 1970 – mesmo entre partidos de esquerda, que não viam o tema com bons olhos e davam prioridade à economia.

caren_ep/FlickrCC

Milk enfrentou a máquina do partido Democrata para construir sua vida política. Cortou o cabelo e fez algumas concessões para fortalecer seu nome, além de aliar-se a sindicatos e a grupos étnicos. 

Milk organizava passeatas, panfletagens e reuniões na sua loja de fotografia. Foi um grande ativista e ajudou a moldar novas formas de se pensar a luta pelos direitos LGBTQIA+.

Jay Galvin/FlickrCC

Inicialmente conservador, tornou-se liderança de diferentes pautas da esquerda ao assumir sua sexualidade. Candidatou-se diversas vezes ao órgão equivalente à Câmara de Vereadores de São Francisco.   

Opera Mundi

Faça uma assinatura solidária de

ASSINE AQUI

A luta pelos direitos LGBTQIA+ foi travada por Milk dentro da democracia americana e incorporada às pautas identitárias: passeatas e debates ajudaram a luta a ter êxito.

Spicygreenginger/FlickrCC

Em 1977, Harvey Milk foi eleito supervisor, um cargo semelhante ao de vereador. Foi o primeiro político assumidamente gay a assumir um mandato eletivo nos Estados Unidos.

Erica Fischer/FlickrCC

11 meses após assumir o cargo, Milk foi morto por outro supervisor, que havia renunciado, mas se arrependido da decisão. Além de Milk, esse supervisor matou também o então prefeito George Moscone. 

Milk canalizou para a política anseios de uma camada perseguida da sociedade. Sua morte precoce privou a esquerda de uma voz, mas o impacto de seu ativismo permanece vivo.

Lynn Friedman/FlickrCC

Em 2008, o ator Sean Penn interpretou Harvey Milk no filme “Milk: A Voz da Igualdade”, dirigido por Gus Van Sant. A película rendeu a Penn seu segundo Oscar de Melhor Ator.

Veja o trailer no YouTube

Assumam-se para seus pais, seus parentes e, finalmente, seus amigos. Destruam os mitos, as mentiras e as distorções. Por vocês. Por eles.

Desenvolvimento:
Rafael Targino

Texto original:
Joana Monteleone
Haroldo Ceravolo Sereza

Fotos:
Wikicommons

Ilustração do último slide:
Fernando Carvall

Visite Opera Mundi