LUÍS CARLOS PRESTES, O CAVALEIRO DA ESPERANÇA

Luís Carlos Prestes (1898-1990) é uma das figuras de esquerda mais influentes na história do Brasil no século XX. O líder comunista ficou conhecido como 'O Cavaleiro da Esperança'.

Prestes era um rebelde antes de aderir ao socialismo. Participou de revoltas tenentistas e liderou a Coluna Miguel Costa-Prestes, feito militar que o tornou uma lenda viva ainda jovem.

Durante quase toda a sua trajetória no Partido Comunista, Prestes foi um representante da linha política da Terceira Internacional, o que significou cisões que levaram à formação do PCdoB e da ALN.

Mais que teórico, Prestes foi líder de partido, capaz de organizar os comunistas em momentos difíceis. Mesmo na clandestinidade, manteve o partido combativo, rejeitando, no entanto, a luta armada. 

Opera Mundi

Faça uma assinatura solidária de

ASSINE AQUI

Grande estrategista, mas criticado pelo voluntarismo ou pelo excesso de cautela. Defende Vargas com o fim da 2ª Guerra, mesmo após sua esposa Olga ter sido enviada aos nazistas pelo presidente.

O otimismo com a proximidade entre EUA e URSS após o fim do conflito com o fascismo acaba em 1948, quando se consolida a Guerra Fria, e Prestes e o PCB adotam uma linha mais radical.   

Por sua persistência, pela capacidade de organização, liderança e popularidade, Prestes permanece como uma referência para lutadores de diferentes partidos políticos progressistas brasileiros.

Um partido comunista não pode, em nome de uma suposta democracia abstrata e acima das classes, abdicar do seu papel revolucionário e assumir a posição de freio dos movimentos populares.

Desenvolvimento:
Rafael Targino

Texto original:
Haroldo Ceravolo Sereza

Fotos:
Wikicommons

Ilustração do último slide:
Fernando Carvall

Visite Opera Mundi