MARTIN LUTHER KING JR., O SONHO DA IGUALDADE

Martin Luther King Jr. (1929-68) é um dos nomes mais importantes da luta antirracista nos EUA. Nascido em Atlanta, era filho e neto de pastores batistas que atuavam na luta contra a segregação racial.

Estudou teologia em Boston. Em 1955, mostrou seu engajamento quando Rosa Parks recusou-se a dar lugar num ônibus a um branco. MLK tornou-se o primeiro presidente da Montgomery Improvement Association.

MLK não mediu esforços para transformar a luta no Alabama num estopim de um grande movimento nacional. Sua atuação incansável foi central para que essa luta alcançasse inúmeras conquistas.

Pastor progressista, MLK mobilizou o conhecimento teológico em favor da igualdade. Além disso, pautou-se pelas ideias de resistência pacífica de Gandhi e pelo direito à desobediência civil de Thoreau.

King Jr. foi um campeão da articulação de diferentes organizações e movimentos negros norte-americanos. Em 1963, a Marcha sobre Washington, organizada por ele, levou 250 mil pessoas à cidade.

A atuação de MLK jamais confundiu resistência pacífica com imobilismo. Foi perseguido pelo FBI e pela CIA por supostas ligações com comunistas. E, em 1967, fez duro discurso contra a Guerra do Vietnã.

Opera Mundi

Faça uma assinatura solidária de

ASSINE AQUI

A atuação de MLK
levou-o a receber o Nobel da Paz em 1964. Sua pregação pacifista e sua retórica ajudaram a consolidar fortes alianças no movimento negro, inclusive com grupos mais radicais.

Seus discursos anti-imperialistas e suas críticas ao capitalismo abriram caminhos para o fortalecimento de diversas lutas sociais, além daquelas que ajudou a construir diretamente.

Eu tenho um sonho de que minhas quatro pequenas crianças vão um dia viver em uma nação onde elas não serão julgadas pela cor da pele, mas pelo conteúdo de seu caráter

Desenvolvimento:
Rafael Targino

Texto original:
Haroldo Ceravolo Sereza

Fotos:
Wikicommons

Ilustração do último slide:
Fernando Carvall

Visite Opera Mundi