Traficante 'El Chapo' é condenado à prisão perpétua nos EUA

Joaquín Guzmán foi preso em 2016 e extraditado do México para os EUA em 2017, onde ficou isolado em uma prisão solitária

Redação

Sputnik Sputnik

São Paulo (Brasil)

O líder do Cartel de Sinaloa, Joaquín Guzmán, conhecido como "El Chapo", foi condenado à prisão perpétua nesta quarta-feira (17/07) pela Justiça Federal dos Estados Unidos.

O juiz Brian Cogan decidiu que, além da prisão perpétua, El Chapo também foi sentenciado a entregar US$ 12,6 bilhões (R$ 47,4 bilhões).

A expectativa é que ele cumpra a pena na Instalação Máxima Administrativa Penitenciária dos Estados Unidos, no estado do Colorado, conhecida como ADX, a mais restritiva no país.

El Chapo foi preso em 2016 e extraditado do México para os EUA em 2017, onde ficou isolado em uma prisão solitária por possuir um histórico de fugas de cadeias mexicanas.

Wikicomonns
El Chapo foi preso em 2016 e extraditado do México para os EUA em 2017, onde ficou isolado em uma prisão solitária

Segundo a agência Reuters, momentos antes de ser anunciada sua sentença, El Chapo falou que o período em que passou na prisão dos EUA "foi uma tortura mental, emocional e psicológica 24 horas por dia". Ele afirmou ter sido submetido a tratamento "cruel e desumano".

As provas do processo contra ele foram coletadas desde a década de 80 e mostram que o cartel de Sinaloa contrabandeou drogas para os EUA durante os 25 anos em que Chapo esteve ativo.

Comentários