Irã inaugura em Teerã maior biblioteca-jardim do mundo

Prédio se chama Jardim dos Livros de Teerã, tem cerca de 110 mil m² de área, capacidade para 240 mil obras e abriga livrarias, lojas, cinemas e centros científicos

O governo do Irã inaugurou nesta semana na capital do país a maior biblioteca-jardim do mundo. O prédio, que se chama Jardim dos Livros de Teerã, tem cerca de 110 mil m² de área e capacidade para 240 mil livros.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Além das bibliotecas (no plural) do edifício, ainda há loja de artes e de ciências, dez salas de cinema, auditório, área de pesquisa universitária e centros científicos para crianças e adolescentes, nos quais poderão ser feitos experimentos educativos.

Haverá, ainda, a doação de exemplares de mais de mil títulos de livros aos visitantes.

“A inauguração do Jardim de Livros de Teerã é o maior acontecimento cultural do país no momento”, disse, durante a abertura do espaço, o prefeito da cidade, Mohammad Bagher Ghalibaf.

Confira o vídeo abaixo:

Retorno de bolivianos é 'nova vitória' sobre Chile, diz Evo

Morre jornalista Paulo Nogueira, fundador do site 'Diário do Centro do Mundo'

Concurso internacional no Irã premia melhor charge contra Donald Trump

 

Veja fotos da livraria:

Reprodução

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Um livro fundamental para a luta das mulheres brasileiras

Um livro fundamental para a luta das mulheres brasileiras

Este livro traz de volta, depois de anos esgotado, o texto "Breve Histórico do Feminismo no Brasil", da pesquisadora e militante Maria Amélia de Almeida Teles. E acrescenta seis ensaios da autora, que tratam de temas como o aborto, a luta pela creche, a violação dos direitos humanos das mulheres durante a ditadura militar, a repressão contra as crianças no período e ainda o feminicídio.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

Deputados barram lei de aborto aprovada pelo Senado no Chile

Projeto que autoriza aborto nos casos de risco de vida para a gestante, estupro ou má formação do feto vai a comissão mista para ser reavaliado; Michelle Bachelet criticou oposição por votar por 'ideologia ou religião' contra a lei

 

Notas sobre Marco Aurélio Garcia, um grande camarada

MAG combinou interesses econômicos e políticos com uma visão anti-hegemônica clara e firmou-se como leme de uma diplomacia que tinha o desenvolvimento e a construção de novas parcerias Sul-Sul como meta