Partido grego Aurora Dourada descreve Hitler como “grande personalidade”

Ilias Panagiotaros, um dos líderes do grupo de extrema-direita, disse ainda que homossexualidade é uma "doença"

Redação

Todos os posts do autor

O partido grego de extrema-direita Aurora Dourada, frequentemente descrito como força neonazista, parece estar disposto a consolidar a fama: um de seus líderes descreveu Adolf Hitler como uma “grande personalidade” que fez "o que deveria ser feito". O líder do partido, Ilias Panagiotaros, também afirmo que a homossexualidade é uma “doença”. 

Em uma rara entrevista a um meio de comunicação internacional - no caso, o programa de televisão australiano 60 Minutes - Panagiotaros, que é membro do Parlamento da Grécia, disse que o Aurora Dourada está envolvido em uma “[guerra] extremamente feia” e que “em todo período de tempo, deve haver, há, algumas pessoas dispostas a fazer o trabalho sujo”.

O programa foi ao ar na última quinta-feira (10/04). Quando questionado sobre Hitler, Panagiotaros, que é visto como o chefe das estratégias do Aurora Dourada fora da Grécia, descreveu o líder nazista como “uma grande personalidade, assim como Stálin”.

Reprodução

Ilias Panagiotaros diz que a Grécia está sofrendo uma invasão de "muçulmanos fanáticos, jihadistas"

Panagiotaros ainda exaltou uma nação de apenas uma raça e afirmou que a Grécia está sendo invadida por “jihadistas”. “Nós somos um país de dez milhões de pessoas no máximo e estamos enfrentando uma invasão de aproximadamente dois a dois milhões e meio, talvez três milhões, de imigrantes ilegais, na maior parte muçulmanos, jihadistas, muçulmanos fanáticos”, disse. 

Referindo-se a homossexuais como “bichas”, o membro do Aurora Dourada disse que “até 1997, a associação internacional dos médicos, não sei qual, considero a homossexualidade como uma doença, o que ela é”. Na verdade, a Organização Mundial da Saúde tirou a homossexualidade da lista de desordens mentais em 1990.

Em outubro de 2012, Panagiotaros liderou um movimento que impediu uma representação grega da peça “Corpus Christi”, que retrata Jesus como um homem gay vivendo no Texas. Ele desconsiderou o incidente, chamando o diretor da peça, Laertes Vasiliou, de “uma bicha albanesa. Um idiota estúpido”.

Apesar do discurso de ódio, Panagiotaros afirmou que seu partido não está envolvido em ataques realizados na Grécia, ainda que existam diversas evidências que apontem o contrário. “Não. Não tentamos fazer justiça com nossas próprias mãos. Isso é uma certeza. Porque se tivéssemos feito justiça com nossas próprias mãos, acredite, poderíamos ter resolvido qualquer problema na Grécia”, insistiu.

Com seus principais líderes presos e mais da metade de seus 16 representantes no Parlamento sob investigação criminal, até agora o Aurora Dourada tinha tentado minimizar suas associações com o nazismo. Saudações fascistas entre membros do grupo e o emblema do partido, em forma de suástica, foram abafados.

Agora, entretanto, com a aproximação das eleições europeias e gregas, que serão realizadas em maio, o partido decidiu elevar o tom. Na entrevista ao 60 Minutes, Panagiotaros expressou confiança na vitória do Aurora Dourada, mas afirmou que, “em todo caso, estamos fazendo história”. 

Recomendadas para você

Comentários

Leia Também