Coleção de objetos nazistas é encontrada em esconderijo na Argentina

Os 75 objetos estavam em um quarto secreto na casa de um comerciante de antiguidades; peças serão investigadas e expostas no Museu do Holocausto na capital argentina

Redação

0

Todos os posts do autor

A Polícia Federal da Argentina descobriu perto de Buenos Aires um armazém clandestino com objetos nazistas – o maior na história do país.

Segundo a agência de notícias Associated Press, os 75 objetos estavam escondidos em um quarto, atrás de uma estante falsa, na casa de um comerciante de antiguidades em Beccar, ao norte da capital argentina.

Agência Efe

Alguns dos objetos nazistas encontrados em Beccar, ao norte de Buenos Aires (20/06)

"Os primeiros dados mostram que são peças autênticas", disse à AP na segunda-feira (19/06) a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich. Muitos achados estavam acompanhados por antigas fotos das peças, inclusive com Adolf Hitler usando alguns dos objetos encontrados.

Eu apoio Opera Mundi

Eu apoio Opera Mundi

Eu apoio Opera Mundi

As peças serão investigadas e, depois disso, serão expostas no Museu do Holocausto de Buenos Aires.

Agência Efe

Alguns dos objetos nazistas encontrados em Beccar, ao norte de Buenos Aires (20/06)

Depois da Segunda Guerra Mundial, muitos líderes e oficiais nazistas fugiram para a América Latina e especialmente para a Argentina, e autoridades do país suspeitam que as peças tenham sido trazidas por algum deles.

O mais famoso entre os que se refugiaram na região foi Adolf Eichmann, um dos assessores principais de Hitler. Em 1960, ele foi detido por agentes secretos israelenses na Argentina, depois levado clandestinamente para Israel e enforcado. Outro foi Josef Mengele, que morreu em 1979 no Brasil.

Agência Efe

Alguns dos objetos nazistas encontrados em Beccar, ao norte de Buenos Aires (20/06)

Comentários

Leia Também